Terror e Horror

Os termos

Encontrei uma definição bem legal dos dois na introdução do livro “Depois – Sete histórias de Horror e Terror”, de Heloisa Seixas. Vejam só :

Além da rima, essas duas palavras têm em comum o fato de que nos dão arrepios. Aliás, pelo menos uma delas – horror – vem do latim horrere, que quer dizer justamente arrepiar-se, estremecer. Mas a linha divisória entre uma e outra é de difícil definição. O horror seria talvez a resposta a uma realidade física horripilante, como por exemplo uma cena de assassinato ou tortura. Já o terror, forma mais poderosa de medo, seria defrontar-se com o desconhecido – o sobrenatural

Bem, resumindo este excelente texto, o terror é tudo aquilo que trata com o desconhecido, do sobrenatural e o horror é tudo aquilo que trata das reações físicas, na realidade, como por exemplo, o Jason.

Um pode estar relacionado com o outro, mas nunca são os dois ao mesmo tempo. Se no final do livro você descobre que o espírito em questão era pura imaginacao da protagonista, é horror. Se no final de tudo você descobre que o assassino que persegue os jovens pela floresta é um zumbi, é terror.

Os  Clássicos

Três grandes livros de terror que ganharam várias adaptações para o cinema são os clássicos que selecionei abaixo :

FrankensteinResenha Frankenstein ( este link lhe direcionará para outro site onde publico resenhas )

Drácula – O príncipe romeno Vlad é encarnado por Bram Stoker no Conde Drácula. O vampiro aprisiona Jonathan Harker em seu castelo, se dirige a Londres, morde e transforma Lucy, melhor amiga da mulher de Harker e parte para transformar esta última. Um “esquadrão” é formado e este persegue o Conde até seu castelo na Romênia, onde o matam e libertam a mulher de Harker da maldição. Resenha detalhada em breve na página + Resenhas. Leia por enquanto a tradução Conde Drácula – O Vampiro

O Médico e o monstroResenha O Médico e o Monstro

Indicamos este livro com as três versões :

Com a introdução feita por Stephen King, o livro Frankenstein, Drácula e O médico e o monstro é muito bom. A tradução dos originais é feita por Adriana Lisboa. Vale mesmo a pena lê-lo.

As melhores versões dos clássicos são :

1) Frankenstein de Mary Shelley, com Helena Boham Carter ( Belatriz Lestrange dos filmes do Harry Potter )

2) Drácula de Bram Stoker, com Gary Oldman ( Sirius Black dos filmes do Harry Potter )

3) O Médico e o Monstro ( 1941 )

Leiam …

Além dos Clássicos indicados, temos outras indicações :

1) Depois – Sete história de horror e terror, de Heloisa Seixas – Livro com sete contos dos dois gêneros.

2) Contos de Horror do século XIX, de Alberto Manguel – Livro com vários contos do gênero.

Assistam …

Terror –

A Bruxa de Blair – Três estudantes decidem fazer um documentário sobre uma lenda regional : A Bruxa de Blair. Eles desaparecem , porém, um ano depois, encontram seus vídeos.

Poltergeist – O Fenômeno – Estranhos acontecimentos em uma casa são causados pela ação de fantasmas. Tudo só poderá acabar com a intervenção de uma médium.

Horror –

O Silêncio dos Inocentes – Ganhador do Oscar. Agente do FBI é destacada para encontrar assassino que tira a pele de suas vítimas. Para entender como ele pensa, ela procura um perigoso psicopata, encarcerado sob a acusação de canibalismo.

O Amigo Oculto – Mais suspense do que horror, não deixa de ser horror. Quando a mulher de David e mãe de Emily morre, pai e filha decidem se mudar para uma casa afastada da civilização. É quando a garotinha então cria o amigo imaginário Charlie. Tudo vai bem, até que todos começam a morrer. Quem será Charlie?

Encerramos assim nosso festival de terror. Espero que tenham gostado !

Anúncios

Medo

Veja o logo do nosso festival :

Entendendo o conceito

definição científica para medo “Assim que o cérebro percebe uma ameaça, um sistema chamado circuito do medo entra em ação. Formado por núcleos cerebrais como a amígdala e o hipocampo, ele libera neuro-hormônios e neurotransmissores para defender o organismo. Dopamina, endorfina e adrenalina vão para o sangue, preparando o corpo para a reação. Só que, quando o monstro é de papelão, o cérebro percebe a pegadinha e suspende a produção das substâncias. E a alta da dopamina, que deixa o corpo atento e alerta durante esses momentos, dá sensação de prazer e calma. Como se o corpo ficasse chapado em segundos.” – matéria da revista Galileu

Em outras palavras, quando sentimos medo percebemos uma  ameaça, vindo de um objeto cortante ou um barulho esquisito vindo do nada. O alívio só vem quando percebemos que o nosso alerta é falso, o objeto não tinha nada a ver com o que você pensava  e o som era só seu irmão que, estabanado, derrubou o CD´s de sua mãe no escuro da sala. O problema é quando esse alívio não vem, ou seja,  não encontramos explicação para o barulho e para o objeto. Os filmes de terror – e também os livros -, utilizando diversos truques, reproduzem esse medo que nós sentimos. Quando mais influência aquela imagem – ou descrição – tiver sobre nós, mas vamos ficar em alerta e mais vamos sentir medo. Alguns filmes não nos dão medo, pois já sabemos que tal assunto é impossível de ocorrer, ou já o conhecemos tão bem que não iremos nos assustar ao vê-lo novamente.

Os mestres do susto

Stephen King – “Se eu gosto de assustar as pessoas? Sim, eu gosto” – frase do autor. Quando na escola, o pequeno Stephen lia histórias em quadrinhos apavorantes e assistia a filmes do gênero. Fazia suas próprias histórias e as vendia para seus amigos. Vários de seus livros viraram filmes, tais como, “O Iluminado” ( ver abaixo na tabela ),  “Carrie, a estranha” e “O Cemitério Maldito”. Estes livros não foram adaptados para o cinema a toa, são uns dos mais apavorante  do autor. Conheça um pouco sobre um deles abaixo :

O Iluminado – Nada mais assustador do que o seu pai, possuído por um fantasma, tentando lhe matar. Jack e Wendy sao os pais de Danny. Este último pode ver fantasmas e, por isso, é o chamado iluminado. Jack é um escritor que quer sossego para ele e para sua família. Aceita emprego como zelador de um hotel com fama de assombrado. Os fantasmas de um hotel assombrado querem Danny por causa de suas habilidades sobrenaturais, porém, como não conseguem, possuem Jack e, este persegue a toda a sua família, tentando matá-la. Os espíritos que aparecem no livro tem histórias horripilantes e o livro não deixa nada a perder para quem teme fantasmas.

Filmes

Como expliquei acima, cada pessoa vai ter medo de algo em especial – claro que muitas vezes em comum – portanto, concluímos que o medo é variável. Procurei em várias listas dos filmes mais assustadores da história e um filme aparecia em todas elas : O Exorcista. Veja a resenha deste filme abaixo :

O Exorcista  – Filme de 1973 de William Friedkin. Um demônio libertado por uma escavação possui Regan, uma garota. A mãe fica assustada com o comportamento alterado da menina e decide chamar um exorcista para resolver tal caso. O padre Damien e o padre Lankester são recrutados para resolver o caso.

Qual o filme ou livro que mais lhe deu medo ? Escreva o título nos comentários.

Cada geração com seus temores

Já ouviu falar de um filme ou um livro que sua mãe tem medo, mas você nem liga ? Já viu algum filme antigo que apavorou milhares de pessoas na época, mas você bocejou ? Se sim, saiba que isto é por que as gerações tem temores diferentes e, cada uma vai adquirindo novos conhecimentos, excluindo a possibildade de ter medo de Frankenstein, por exemplo.

Veja abaixo uma tabela feita por uma matéria da revista galileu(veja a matéria completa por este link) :

PRÉ-CULTURAIS
Revista Galileu
SER DEVORADO >>> O medo do homem pré-histórico era o mesmo dos outros animais: o de ser devorado por um predador
INÍCIO DA CULTURA | 100.000 a.C.
Revista Galileu
NOITE >>> O homem começa a prever e evitar os perigos que podem ser encontrados na noite, na chuva e no mar. Com o desenvolvimento da imaginação, passa a temer deuses, demônios e espíritos

CIVILIZAÇÃO | 3500 a.C.
BÁRBAROS >>> O medo de ser erroneamente diagnosticado como morto e enterrado vivo é bastante comum. As primeiras civilizações começam a temer os seres humanos vindos de longe, os bárbaros
IDADE MÉDIA | 476 d.C.
Revista Galileu
BRUXAS >>> A Igreja Católica promove o medo do fogo do inferno, das bruxas e do apocalipse. À noite, passamos a temer os vampiros e fantasmas
Revista Galileu
PESTE >>> A peste negra aterroriza a Europa. O medo de ser devorado por lobos cria a lenda dos lobisomens. Os ladrões de crianças medievais são os primeiros serial killers
IDADE MODERNA / CONTEMPORÂNEA
Revista Galileu
1831 – FRANKENSTEIN >>> O livro de Mary Shelley mostra o primeiro monstro construído pelo homem. A ciência passa a fazer parte de nossos temores
Revista  Galileu
1870 – MARCIANOS >>> Encontramos indícios de vida em Marte. Os alienígenas começam a fazer parte de nosso imaginário
Revista Galileu
1917 – COMUNISTAS >>> A revolução russa faz o Ocidente temer um novo tipo de invasão bárbara: os ataques comunistas
Revista Galileu
1945 – ATAQUE NUCLEAR >>> Depois das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki, o homem passa a temer o holocausto nuclear. A ciência finalmente pode acabar com toda a humanidade
Revista Galileu
1960 – PSICOSE >>> Os serial killers começam a aparecer no cinema com o filme de Alfred Hitchcock. 14 anos depois, O Massacre da Serra Elétrica volta ao tema. Em 1991, O Silêncio dos Inocentes traz um novo tipo de assassino, mais frio e manipulador
Revista Galileu
1968 – A NOITE DOS MORTOS-VIVOS >>> Com o filme de George Romero, os zumbis passam a fazer parte do imaginário da humanidade. Em 1996 eles chegam aos videogames com a série Resident Evil
Revista Galileu
1973 – EXORCISTA >>> O filme de William Friedkin atualiza o medo do demônio para o século 20
CAMA DE HOSPITAL >>> Com o avanço da ciência, o temor não é mais ser enterrado vivo. O medo agora é de uma morte lenta e dolorosa, adiada pelos médicos
Revista  Galileu
1975 – TUBARÃO >>> Steven Spielberg mistura os medos do mar e de ser devorado para criar o primeiro blockbuster do cinema
Revista Galileu
1980 – O ILUMINADO >>> Os fantasmas aparecem tanto no filme de Stanley Kubrick quanto em Poltergeist. Em 1999, O Sexto Sentido, com Bruce Willis, dá um novo sentido ao medo de espíritos
Revista Galileu
1999 – A BRUXA DE BLAIR >>> O medo da magia e do escuro se misturam num novo tipo de filme de terror, que junta ficção e documentário
Revista Galileu
ANOS 2000 >>> O Bug do Milênio é o primeiro dos temores do século 21. Com o ataque às torres gêmeas, o medo de estranhos se volta aos terroristas islâmicos. O apocalipse não sai de cena (2012). E o medo dos fantasmas continua

Festival de Terror

Cena Clássica dos filmes de terror - Deu um calafrio ?

Nada de subir pelas paredes. Este festival não é para assustar ou tirar o sono de alguém.  Vamos falar das definições de  Medo, Terror e  Horror, resumir alguns livros e filmes do gênero que fizeram história e indicar os melhores autores. Dividimos o festival em duas únicas etapas que começam hoje e acabam amanha. É um festival bem curto, mas, em minha concepção, muito bem feito e selecionado. Esperamos que gostem !

Não pule da sua cadeira, aqui vai o programa do festival :

Medo – (hoje) – O que nos faz sentir medo ? Por que certos filmes e livros antigos não nos apavoram, mas assustaram outras gerações ? Conheça os mestres do gênero – livros, autores e filmes que dao calafrios.

Terror e Horror – ( amanha – dia 24 ) – Entenda a diferença entre os dois.  Conheça os mestres dos dois gêneros . Indicações de livros dos gêneros.