Animais Fantásticos 31# – Anúbis

Bem, como o Victor quebrou meu combo, fiquei novamente a duas semanas de distância de quebrar meu próprio recorde de posts. Eu, por algum misterioso motivo, me diverti mais que o normal fazendo aquele post sobre múmias, então decidi voltar um pouquinho mais à área egípcia para fazer esse sobre o Anúbis. Não sei como estou me saindo nesse novo estilo, então caso vocês tinham alguma crítica, é só dizerem e eu os darei de comer para os meus lobos gigantes tentarei melhorar.

Quando as pessoas pensam em Anúbis elas já começam a dizer “Ah, é aquele deus egípcio com cabeça de cachorro?” NÃO. Ele tem cabeça de Chacal. E eles são diferentes, apesar de serem ambos do mesmo Gênero (Divisão da classificação científica). Anúbis é um deus dos mortos e a sua associação ao chacal provavelmente é proveniente do fato que os chacais, além de ter o costume de rondar cemitérios a noite, também se alimentam com frequência de carniça ao irem atrás dos restos da caça de predadores maiores.

Antigamente Anúbis era conhecido como o mais importante dentre os deuses dos mortos, mas aí ocorreu uma das histórias mais importantes dessa mitologia: O deus Seth, em sua busca por poder, despedaçou o irmão Osíris para que pudesse roubar o seu trono. Anúbis (Cumprindo seu papel como o maior deus dos mortos) fez o embalsamento de Osíris, o que o transformou na primeira múmia de todas. Futuramente, Osíris “retornou” mas não conseguiu almejar sua antiga glória e ficou preso no mundo dos mortos, se tornando o novo principal deus dos mortos. Anúbis acabou por ser “rebaixado” a um deus mais frequentemente associado a mumificação e a vida após a morte.

Mas nem assim Anúbis ficou pouco importante. Existiram os sacerdotes de Anúbis que eram responsáveis pelas mumificações e usavam máscaras de chacal para que pudessem “imitar” a aparência do deus.

A família de Anúbis também está fortemente relacionada com a morte. Enquanto sua mãe, Néftis, era juntamente com Ísis uma das responsáveis por velar pelos mortos, aparecendo na cabeceira dos sarcófagos dos faraós do Império Novo (1550 a.C. – 1070 a.C.) enquanto Ísis aparecia aos pés do sarcófago. O pai de Anúbis é também aquele que usurpou o seu lugar como como principal deus dos mortos: Osíris. Anúbis também teve uma filha com a esposa Anput chamado Kebechet que também ficou conhecida como a deusa egípcia da morte e dos moribundos que era frequentemente retratada com uma cabeça de serpente.

Futuramente, na mitologia romana Anúbis acabou por ser unido ao deus grego Hermes (Que era o protetor dos viajantes, ladrões e mensageiros) e formou Hermanúbis.

Possíveis spoilers adiante

Como muitos outros seres, nos livros de Riordan o deus Anúbis adquiriu uma aparência e plano de fundo mais informais e adaptados para o público jovem. Apesar de ter milhares de anos, ele usa a aparência de adolescente quando fala com Sadie Kane. E mais tarde os dois acabariam por ter uma espécie de romance indireto.

Anúncios

Um pensamento sobre “Animais Fantásticos 31# – Anúbis

  1. Eu li em algum lugar que os deuses egípcios são na verdade os deuses gregos,que fugirão de um ataque do titã Tifão,segundo a historia os deuses gregos assumiram a forma de animais para escaparem(daí o por que que todos os deuses egípcios tem formas de animais),na lenda apenas Atena ficou no monte Olimpo.

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s