Animais Fantásticos 29# – Múmias

Heeey, pessoal. Sentiram a minha falta? Eu sei que não. 😀

Mas EU senti a falta de todos os meus leitores. (Isso mesmo, todos vocês três que desaceleram na hora de dar scroll pra baixo na página inicial do blog só para poderem olhar meus posts…) Foram longas férias ainda que nem de longe tão longas quanto as férias que a greve dos professores me concedeu.

E quanto a promoção… bem, isso é jurisdição do chefe Victor.

Como essa semana eu pretendo tratar de um ser que não pode ser completamente categorizado como mitológico, essa também vai acabar sendo parcialmente uma aula de história para vocês. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, uma múmia não necessariamente tem que ser um cadáver enrolado em ataduras e que está escondido há milhares de anos embaixo de alguma pirâmide ou tumba no meio das areias do antigo Egito. Qualquer cadáver que tenha sido preservado graças à “medidas preventivas” feitas por humanos, ou até mesmo por condições do tempo que sejam favoráveis para que sejam mantidas as condições originais do corpo. Isso tudo em si não é exatamente assustador para qualquer pessoa que não tenha alguma fobia específica relacionada à morte.

Porém, em algum lugar no século passado, em meio a diversas escavações, expedições e descobertas de tumbas há muito perdidas, começaram a aparecer vários filmes e livros que contavam histórias fantásticas sobre múmias “zumbificadas. Essas novas criaturas costumavam acordar sempre que algum ladrão de tumbas, arqueólogo ou até mesmo aventureiro passageiro conseguia invadir o seu local de descanso sagrado.

O que foi muito provavelmente o motivo das múmias caírem no gosto do povo foi a descoberta de uma tumba que até hoje é “adorada” no mundo da arqueologia: Tutancâmon, também conhecido como “O faraó menino”. A tumba foi encontrada e aberta em 1922 e lá dentro se encontravam diversas escritos sacerdotais, muitas riquezas que tinham pertencido ao faraó em vida e, é claro, a múmia perfeitamente preservada de Tutancâmon. Apesar de ser algo incrível por si só, isso não bastaria para impressionar a população da época (a qual tinha sido “endurecida” por uma guerra mundial que durou quatro anos). Então foram necessários os acontecimentos que sucederam a descoberta: Lorde Carnarvon, o mecenas (patrocinador) da expedição, faleceu dois meses após a abertura oficial da tumba, sem ter conseguido ver a múmia. No momento de sua morte, ocorreu um misterioso apagão na cidade do Cairo e durante o acontecimento, a cadela do lorde teria uivado e caído morta. Além disso, nos meses seguintes vieram a falecer diversas pessoas que tinham ligações com Carnarvon, somadas ainda com as várias pessoas que visitaram seu túmulo. No dia da abertura oficial do sarcófago, o canário do descobridor da tumba (Howard Carter) foi devorado por uma serpente. Então, tudo isso somado à imaginação popular foi o que originou a temida maldição do faraó.

Logo no começo, as múmias realmente lembravam os primeiros zumbis: lerdas, pouco inteligentes e sem conhecer a ideia de piedade. Mas então elas também começaram a sua lenta mudança para seres que pudessem ser realmente temidos: criaturas ancestrais que foram amaldiçoadas há muito tempo e que agora estão carregadas de ódio.

O auge dessa mudança talvez tenha sido com o lançamento do filme “A múmia”, em 1999, que narra a difícil jornada de um pequeno grupo (formado por um ex-militar, uma bibliotecária e seu irmão trapaceiro) para impedir a múmia de Ihmotep de concluir a profecia na qual ele destrói toda a civilização humana. E essa foi a primeira produção cinematográfica de sucesso na qual uma múmia possui poderes extraordinários e dentre estes nós podemos citar: fazer uma grande chuva de fogo, invocar uma praga que é capaz de controlar a mente das pessoas, além de invocar e controlar um enorme enxame de insetos. O filme teve duas continuações, porém só a primeira contou com a participação da múmia de Ihmotep.

Eu não pretendo falar sobre livros em que múmias aparecem por que… bem, já fizeram isso antes de mim. Então para que eu possa descansar um pouco por que já cansei não fique só repetindo o que outras pessoas fizeram, chequem o post que o Victor fez ano passado.

https://mestredasresenhas.wordpress.com/2012/01/13/indicacao-de-ferias-mumias/

Anúncios

Um pensamento sobre “Animais Fantásticos 29# – Múmias

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s