Indicação de série: Gabriela

Entre uma série, uma mini série e uma novela, Gabriela é a mais nova adaptação do clássico de Jorge Amado, produzida pela Globo. Eu não dei muita importância às notícias que saíram falando sobre o programa, pois não costumo assistir ao canal. Mal me lembro qual foi a última novela que acompanhei, mas creio que foi Alma Gêmea, e talvez nem inteira, mas devo confessar que dessa eu gostava. Gabriela já tinha quase completado sua primeira semana no ar, quando decidi experimentar e assistir ao primeiro episódio. Gostei bastante da direção, do elenco ( com algumas poucas reclamações ), e principalmente do roteiro, o qual me levou a assistir, bem curioso, os capítulos seguintes. Os assuntos abordados são bem interessantes e acredito que o programa como um todo está despertando, em geral, o interesse na leitura do clássico de Jorge Amado. A fim de se preparar para um possível sucesso de vendas, a Companhia das Letras já até lançou, recentemente, um nova edição, econômica, da obra. Está entre as minhas próximas leituras, com certeza. Enquanto isso, vamos voltar à novela.

Gabriela e Nacib

A história toma lugar numa Ilhéus dos anos 20, onde a cidade era governada pelos coronéis ricos por conta de suas plantações de cacáu. A cidade é envolta numa ideologia machista, onde os homens mandam em suas mulheres e filhas, e ainda escapam de noite para o famoso cabaré da cidade, o Bataclan. A submissão das mulheres e a infedelidade e desrespeito dos maridos são aspectos bem presentes e interessantes na trama. Outro tópico bem bacana é o ponto de vista das prostitutas, que são personagens bem frequentes no programa, ao invés de serem postas de lado. E nessa Ilhéus cheia de hipocrisia e machismo, onde esses assuntos são proibidos, chega Gabriela, uma retirante bela e sedutora, amanta da vida simples e de moços bonitos. Ela não deseja dinheiro, casamento ou roupas novas e bem feitas. Suas vestes gastas e um trabalho decente são suficientes, nada mais. Alvo de olhares de vários dos luxuriosos homens, ela também passa a conquistar seu chefe, o turco Nacib. Como é, até onde me lembro, uma característica das novelas da Globo explorar as várias histórias que compõe a novela, Gabriela também vai contando o cada um de cada um, sem deixar ninguém de fora ou por dentro demais nos episódios. E o mais legal: todas essas histórias que compõe o programa são bem ricas e interessantes, só contribuindo mais e mais para nossa visão de uma cidade presa à ideologia fechada e ignorante dos anos 20 – e dessa vez bem aqui, no Brasil.

As meninas do Bataclan

A direção e a produção estão muito boas, a novela agrada demais visualmente. Os cenários do primeiro episódio, quando Gabriela rumava dos sertões para a cidade, eram espetaculares, mostrando claramente a secura e sordidez daquelas tristes e vazias paisagens. O elenco está bem selecionado, até Ivete Sangalo, que não dei muita confiança por ser mesmo cantora, ficou bem em seu papel. Teve até uma cena bem legal no primeiro episódio que ela canta um trecho de uma canção no cabaré, porém, dessa vez, com o clássico estilo dos anos 20. Juliana Paes fez jus ao papel de Gabriela e Humberto Martins até que está se mostrando um bom Nacib. Um ator que me impressionou foi Marcelo Serrado. Seu personagem é bem engraçado e ainda expressa um pouco da seriedade da situação tão comentada anteriormente, do machismo e das fugas para o cabaré.  Palmas para ele e para a excelente Maitê Proença, a esposa submissa que começa a refletir sobre tudo que ocorre a sua volta. Contudo, alguns atores não só escapam totalmente a proposta de um sotaque baiano ( não é pra ser perfeito, mas um enganadinha vai bem ), como outros também falam mecanicamente.  Acho que nunca gostei muito de Antônio Fagundes e estou gostando menos ainda dele – parece sempre o mesmo personagem. José Wilker está com um personagem desprezível e sua performance se deixa levar somente pelas falas. Ele está bastante mecânico e parece acreditar que isso é suficiente, pois não vi nenhuma melhora. De qualquer forma, em geral, os personagens estão bastante convincentes.

Gabriela mal chega na cidade e já seduz todos os homens, entrando por acidente na fonte

Para os que reclamavam da fata de produções brasileiras decentes ou esperavam por uma adaptação recente de um romance brasileiro ( comparado a outros países, a gente praticamente não adapta livros para a TV ou o cinema ), Gabriela se mostra uma série com muito a oferecer. Altamente recomendado!

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

2 pensamentos sobre “Indicação de série: Gabriela

  1. Depois de alguns dias de lançamento, para mim bastaram dois capítulos para desistir de assistir a minisérie. Achei alguns atores muito artificiais e mecânicos, principalmente a Juliana Paes, e a falta de verossimilhança com a obra me fez recuar profundamente. Fora, é claro, a beleza plástica e industrializada da Gabriela, que não tem cravo e nem canela! XD’
    Não nego que a série da Globo foi uma decepção, eu realmente tinha intenção de estar entre as espectadoras… -_-

    • Poxa, sério? Eu gostei muito e apesar de não estar acompanhando ainda com o meso entusiasmo, estou gostando bastante do resultado. Mas é fato que tem muitos atores mecânicos, e a maior parte deles são atores globais super bem pagos…

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s