Resenha: Feios

Essa onda de distopias, pela qual Jogos Vorazes ( livro e filme ) é um dos grandes responsáveis, me fez correr atrás de alguns títulos que falam sobre o tema.  Feios está na lista de leituras há tempos e ganhou um lugar mais concreto após de uma das maravilhosas promoções do Submarino. Acabou que descobri uma saga super legal e um autor ótimo, do qual espero ler mais em breveOs Vampiros de Nova Iorque – Os Primeiro Dias é o próximo da lista!. O livro tem o fator distopia bem latente, provavelmente tudo que esperava de Destino e mais um pouco. Os personagens são interessantes, principalmente com todo seu pano de fundo, e suas relações são bem desenvolvidas. Mesmo com alguns equívocos, está aí uma obra que vale a pena, principalmente se você mergulhou nessa de sociedades controladoras.

Capa americana de “Feios”

Tally é uma feia. E isso não significa que ela é horrenda. Seu corpo tem imperfeições, como todos menores de 16 anos, o qual ficará ótimo após a operação que a transformará em perfeita. Enquanto os feios estudam e se divertem limitadamente em subúrbio afastado da grande cidade, os perfeitos gozam da boa vida, com festas dia e noite, sem barreiras. Cabe aos moradores dessa vila do outro lado do rio, sonharem com o dia quando poderão ser exuberantes e estarem no meio daquelas luzes brilhantes e pessoas sorridentes. E Tally não é diferente. Só Shay.

Shay é uma menina magrela e aventureira de olhos bem separados. Ela fala coisas estranhas sobre a cirurgia, parecendo às vezes que não quer completar seus 16 anos, o que deixa Tally, que logo vira sua amiga, bem confusa. As duas se divertem quebrando regras dos feios até o momento que Shay vai longe de mais e foge dos limites da cidade e do subúrbio. Ela se dirige para a Fumaça, uma comunidade de rebeldes que não querem ser operados, que viverão feios para o resto de suas vidas – o que apavora Tally.

Mas quando a operação da jovem é colocada em cheque, pois os Especiais ( policiais secretos que cuidam desses assuntos de rebelião ) querem sua ajuda para encontrar Shay, ou melhor, a Fumaça. Deverá ela abandonar seus sonhos de uma vida inteira a favor de uma garota que conheceu a pouco tempo? Pensando nisso é que Tally embarca numa expedição até à Fumaça, a serviço dos Especiais, onde conhecerá o outro lado de toda essa história de perfeição. Dividida entre novos e velhos conceitos, muitas decisões deverão ser tomadas, e nenhuma delas tão perfeita assim…

Capa britânica de “Feios” pegando carona no sucesso de “Jogos Vorazes”

Como comentei logo no início, a distopia criada por Scott Westerfeld é fantástica. Os conceitos que ele inventou e desenvolveu, o modo com a sociedade vive e como as pessoas são separadas e pensam são muito interessantes. Ele também dá um toque de ecologia à história, comentando não só da desigualdade da beleza que prejudicava os Enferrujados – nós! -, mas também da nossa burrice em gastar todos os recursos disponíveis. Tally fica apavorada quando vê os Esfumaçados – rebeldes da Fumaça – cortando árvores, pois sua sociedade é completamente sustentável, para se ter uma ideia.

Os personagens me convenceram, gostei de muitos deles, até mesmo os vilões. O que pegou foram algumas coisas que os YA sempre repetem: as forçações. Tally viveu todos seus 16 anos quase sem contato com a natureza. Para chegar na Fumaça, ela embarca numa expedição no meio da vida selvagem, na qual se sai muito bem, considerada uma heroína quando enfim entra na comunidade rebelde. As instruções de Shay que a levam até lá também são muito vagas, mas ela não parece ter problemas com isso, resolvendo tudo bem rápido. Outras coisas também passam pelo leitor com uma pulga atrás da orelha, como quando os Especiais entram em ação. Se vocês são cruéis e querem proteger a sociedade alienada que preservaram por tanto tempo, por que não apelar para agressão e talvez morte de rebeldes? Quando tanto está em em jogo, não acredito que possa haver diplomacia. A narrativa de Scott Westerfeld é bem escrita, gostei bastante. Um dos motivos que me inspira a buscar por mais se seus trabalhos.

Capas americanas da série “Feios”

Feios é primeiro volume de uma série de 4 livros, dos quais todos foram publicados tanto lá fora como aqui no Brasil. Perfeitos tem uma proposta bem bacana, já entrou na lista. Mas os equívocos atrasaram a leitura a ponto de colocar a outra série – sobre vampiros – do autor na frente dessa sequência. Se não fossem eles, seria tudo perfeito.

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

2 pensamentos sobre “Resenha: Feios

  1. Nunca me interessei muito por essa série, acho que ouvi algumas críticas que me desmotivaram, ao contrario de Jogos Vorazes…seus comentários me incentivaram um pouco..mas ainda não o suficiente..tenho muitos livros na lista de espera…mas quem sabe acabo sendo conquistada por mais alguns comentários de admiradores de Feios …bjs Victor

    • É um livro bacana de se deixar na espera e, quando se tem um lugar vago ou oportunidade, pegar pra ler. Se você gostou de Jogos Vorazes, provavelmente vai gostar de Feios. O ar de distopia está presente nos dois, além dos dilemas e personagens interessantes, por mais que a saga da Katniss conte com muito mais emoção e ação.

      Beijos e Boas Leituras!

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s