Decisão do cego

Esses dias eu tomei uma decisão. Dessas que, mesmo depois de decidir, você ainda acha que deve escolher mais alguma coisa. Porque, bem, não é apenas uma encruzilhada. São dois caminhos que não sobrevivem juntos. Não pra mim, pelo menos. Talvez para os outros, mas infelizmente não fui agraciada com a sorte de ter tudo. E às vezes é como se o problema fosse interno, quase uma possibilidade real de ter um parafuso solto. Simplesmente não somos capazes de suportar duas coisas ao mesmo tempo. Ou melhor, eu não sou capaz.

Ora, mas se ser capaz vem de capacidade, então eu sou incompetente? Só por chegar a um auge, e não suportar segurar os dois caminhos? Só porque minhas pernas não são longas o bastante para permanecerem uma de cada lado da estrada?

A questão vai além disso. Você no fundo sabe o que escolher, porque sempre sabemos, mesmo que sua situação grite incessantemente outra coisa, e todos a sua volta escolham ambos os lados. Talvez sejamos fracos, sim. Talvez eu não tenha talento para isso. Questionar decisões pode ser meu sobrenome, mas isso não faz com que menos caminhos apareçam. Quantas pessoas tomam decisões difíceis por dia? Quantas delas andam pela estrada errada? Às vezes a coisa toda é muito óbvia, e por isso você suspeita. A desconfiança jamais foi um crime, mesmo para aqueles que correm sobre pedras em vez de andar sobre flores. Vistos como tolos e cegos pelos que estão de fora, são sábios em suas próprias mentes: por que destruir a beleza das flores se posso poupá-las disso e preservar sua perfeição? E as pedras não machucam, não se você estiver de sapatos.

E enfim, após a decisão tomada, a única coisa em que se consegue pensar é: pedirei desculpas. Desculpas pela fraqueza, por não ter conseguido, por não ter alcançado o objetivo. E apesar da necessidade de pedir perdão, a ideia de se desculpar me incomoda. Porque não fizemos nada de errado, não assaltamos um banco, não matamos ninguém. Nós só… tomamos uma decisão. Escolhemos o tempo em vez do dinheiro, escolhemos dormir em vez de falhar.

Um trabalho bem feito sempre é melhor que dois feitos pela metade. Essa é a resposta que estive procurando, é o motivo pelo qual decidi dicidir.

Igraínne

Anúncios

Sobre igrainne

Revolucionária assumida, fala mal de coisas fúteis e sem sentido aparente. Escritora nas horas vagas e universitária sem vida. Estudante de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). E não, não tenho muita coisa pra falar, sou péssima me descrevendo. Os detalhes parecem pouco importantes no momento (todos são), mas eu pretendo ficar rica em algum futuro próximo - espero pelo menos. :D

6 pensamentos sobre “Decisão do cego

  1. Li e encontrei pureza e inteligência. Meus parabéns a autora, de um cronista (ou contador de contos, como desejar) para outro. Fico feliz em poder ver conteúdo puramente bonito sem as apelações que estamos tão acostumados na internet. Me identifiquei com a conclusão do texto e faço questão de elogiar tal simplicidade – e ao mesmo tempo, intensidade – nas palavras.

    Queria saber de vocês, como faço para enviar um texto ou ler mais daqui. Vi aqui no site ótimos posts como o de Filmes Obrigatórios, Economia Literal e as bonitas homenagens aos Animais Fantásticos. E acreditem, eu só visito o site há um mês e meio. Gostaria de conversar com um de vocês, me identifiquei com o propósito do grupo e com as ideias da galera que aqui escreve.

    Vocabulário mais formal, né?
    Mais uma vez, fico feliz por ver textos simples, intensos e bastante significativos sendo escrito por pessoas jovens e humildes o bastante para aceitar que o conhecimento é algo que merece através do estudo, da curiosidade.
    Ótimo texto, ótimos posts, ótimo site.

    Meus parabéns a vocês, Blog das Resenhas.

    • Muito obrigada pelos elogios, Tico. Eu e todo o pessoal do blog estamos muito contentes por saber que o conteúdo está agradando. Construímos com muito carinho e atenção tudo que é publicado, e vamos continuar nos esforçando para sempre trazer coisas novas para os leitores. 😀

      O Victor, o dono do blog, estava com um projeto para divulgar trabalhos de leitores também. Mas qualquer coisa pode mandar um e-mail para blogdasresenhas@gmail.com que estaremos respondendo a qualquer comentário e sugestão que queria nos fazer. 😀

      Beijos,
      Igraínne.

    • Olá, Tico!

      Como disse a Igra, muito obrigado pelos elogios, ficamos muito felizes de ouvir tudo isso de um leitor.

      Respondendo sua pergunta sobre contatos, temos uma página onde você pode preencher um formulário para falar conosco ou simplesmente enviar um email para blogdasresenhas@gmail.com (https://mestredasresenhas.wordpress.com/participem/), bem como a Igra disse. O projeto de envio de textos por parte dos leitores está mais explicado na página Do Leitor ( https://mestredasresenhas.wordpress.com/do-leitor/), onde colocamos todas as regras de envio. Ficaremos super felizes de receber uma mensagem ou textos seus 🙂

      Muitíssimo obrigado pelo seu comentário! É esse tipo de coisa que faz todo tempo que gastamos por aqui, escrevendo, divulgando, revisando e editando, valer a pena.

      Abraços,

      Victor

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s