Resenha: Imortal

Quando Evie Johnson inicia seus estudos na sombria Wyldcliffe Abbey School for Young Ladies, ela esperava por um lugar difícil de se adaptar. Contudo, o que não poderia imaginar era uma trama de terríveis mistérios que a envolviam mais  do que seria possível acreditar…

Órfã de mãe e com o pai militar – sempre ausente – Evie sempre teve um grande contato com sua avó. Então, quando está adoece e é enviada para uma casa de repouso, a jovem fica desolada. Porém, não é de interesse do destino que seu sofrimento vá embora logo. Como seu pai serve ao exército, ela tem direito a uma bolsa em um internato para meninas muito renomado, num local de onde os ancestrais de sua avó vieram.  Por tanto, é para lá que vai estudar, se afastando de tudo que amava e conhecia. Ao chegar na cidade, é abandonada pelo taxista, que tem medo do internato e, por isso, segue a pé até lá, esbarrando com uma curiosa figura. Trata-se de um sombrio garoto montado num cavalo negro que age estranhamente. Após ele a deixar, ela segue novamente para o internato.

Quando abri os olhos, o cavaleiro tinha desmontado e estava curvado sobre mim. Era só um garoto alguns anos mais velho que eu, mas parecia ter vindo de um mundo diferente, de uma terra de cavaleiros, elfos e princesas de um livro histórias. Seus longos cabelos pretos emolduravam um rosto pálido e delicado, de bochechas saltadas e brilhantes olhos azuis. Ele olhava para mim com tanta atenção que me senti desconfortável. – Página 15

Chegando lá, logo nota as professoras severas e as meninas esnobes e elitistas que a marcam por ser uma bolsista. Ela dá o azar de ficar logo com a cama de Laura, uma jovem que morreu recentemente, prima de Celeste, uma de suas companheiras de quarto. A jovem faz de tudo para infernizar Evie por achar que ela está tomando o lugar de sua prima, tornando assim os primeiros dias dela por Wyldcliffe um horror. Como se isso não bastasse, ela sempre pensa estar escutando sussurros e vendo meninas ruivas. Começar a dar, aos poucos, razões para o taxista ter se recusado a levá-la até a escola.

Era um lugar melancólico, pesado e misterioso. Torres e muralhas sobressaíam exageradamente em direção a céu, e as fileiras de janelas em forma de capuz encaravam o exterior como olhos brancos e cegos. Uma luz oscilou ao vento acima da pesada porta da frente. – Página 21

As únicas pessoas que a tratam decentemente são Sarah e Helen. A primeira é uma menina de coração puro que ama cavalos e fica com pena de Evie diante da opressão de Celeste. A segunda é também uma bolsista, porém órfã e considerada maluca por várias alunas. Ela é bastante quieta, mas, por vezes, ajuda a iniciante como pode. Depois de um tempo no orfanato, alucinada com suas visões e sussurros, Evie acaba encontrando o misterioso cavaleiro novamente, desta vez nos terrenos da escola. Os dois passam a se encontrar à noite, secretamente, nutrindo um vínculo especial entre eles. Acontece que o jovem tem vários segredos. E, de diversas formas, esses segredos podem estar conectados com o mistério no qual Evie está envolvida.

Abri os olhos e vi o meu reflexo oscilando na água escura, e atrás dele uma figura conhecida em um longo casaco preto. […] Eu me virei imediatamente. Estava ali, de pé sob o luar, o garoto com os olhos de assombração. – Página 101

Gillian Shields é dona de uma prosa muito interessante. O modo como descreve as construções góticas e utiliza comparações sombrias é fantástico. Ela consegue instalar o medo e a tensão na primeira parte do livro de uma forma natural e sutil que achei muito curiosa e atraente. Imortal tem um texto que impressiona por essa atmosfera escura que a autora cria. Em contra partida, o enredo já não é tão bom, atrapalhando até mesmo o texto que dá todo um ar especial ao livro.

Em paralelo à narração de Evie, temos trechos do diário de Lady Agnes, uma antepassada do internato que muito tem a ver com a protagonista. O intricado mistério no qual ela está envolvida vai se revelando por meios e personagens diferentes ao decorrer no livro, mas sentimos que a autora fica perdida não mantém muito o foco. Helen é uma personagem curiosa que parece esconder tantas coisas quanto Sebastian ( o garoto com os olhos de assombração ) até certo ponto do livro, mas, já na metade, o foco é quase todo direcionado para os amantes noturnos, pulando até a narração do dia a dia de Evie. O que acontece é que as respostas ficam pendentes para darem foco ao romance e, para o final, suspendemos o romance e temos uma avalanche de respostas. É como se ela não conseguisse ministrar revelações, pistas e enigmas no decorrer da trama, o que torna o enredo perdido e os leitores confusos.

Ao final, não temos um grande gancho que torne a sequência imperdível. Para falar a verdade, não fiquei com muita vontade de ler o segundo livro da série. Imortal é o primeiro volume de uma série de quatro livros da qual já foram lançados três até agora. O quarto e último volume já está em pré-venda em alguns sites estrangeiros. Confira mais sobre a série.

Imortal vale a pena pela escrita de Gillian Shields, que vai agradar com certeza aos que curtem um romance mais gótico. É uma boa pedida para os que curtem YA também – o romance de Evie tem demais o traço desse tipo de livro -, por mais que talvez os decepcione no final. De qualquer forma, é uma história muito interessante que teria tudo para ser ótima se o enredo fosse melhor trabalhado. Escrito com um tom sombrio cativante, Imortal peca e decepciona no enredo perdido, o qual tinha um potencial tão grande quanto o texto.

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s