Resenha: Sereia

Vanessa é a irmã medrosa que teme tudo ao seu redor. Já Justine é corajosa e destemida. Tão destemida que,  após um passeio pela região com a irmã, o namorado e o irmão dele, pulou para a morte de um penhasco. Seu corpo foi encontrado na praia mais tarde e o motivo do ocorrido foi dado como suicídio. Isso é tudo. Ela se foi, de uma hora para outra, sem muita explicação – porque essa história de suicídio não faz lá muito sentido – e Vanessa deve aceitar e seguir em frente com sua vida. O que não consegue. Ela amava demais sua irmã e esta a protegia de tudo que podia, sendo as duas muito unidas.  Não pode aceitar esse atestado, não quer.

Por conta disso, parte de  Boston, para Winter Harbor, onde fica sua casa de veraneio, à procura de Caleb, o namorado de sua irmã. Ela quer entender o que aconteceu com Justine e não pensa em outra pessoa que pode lhe explicar isso melhor do que o rapaz. Acontece que, chegando na cidade, só encontra o irmão mais velho, Simon. Caleb está desaparecido e ninguém tem pista alguma de sua localização. Sentindo-se atraída pelo rapaz nerd e centrado, Vanessa o ajuda na procura por seu irmão, após a qual espera encontrar respostas para o acontecido com Justine.

Entretanto, enquanto a dupla somente deseja encontrar o jovem sumido, vários outros assassinatos continuam a ocorrer na cidade, e todos com a mesma característica: as vítimas são encontradas na praia com um sorriso de orelha a orelha no rosto. Como se não bastasse, o clima está chuvoso e as marés altíssimas demais para aquela e outras épocas do ano. Algo de muito errado ronda Winter Harbor, algo que tem tudo a ver com Caleb e Justine, e algo que Simon e Vanessa vão acabar descobrindo…

O livro Sereia tem uma história super envolvente que prende o leitor capítulo após capítulo. Não só o tema, mas também o estilo que a autora explora é muito interessante, algo que realmente não tinha lido antes – as belas criaturas do mar. É realmente uma prova de que os próximos que vierem com essa temática valem a pena serem experimentados. Os personagens são bem interessantes, principalmente as sereias. A forma como Tricia as criou é muito bacana – pena que não posso dizer nada além disso, para não dar spoilers.

Um problema, porém, muito grave do livro, é que ele conduz o mistério de uma forma, aparentemente, muito simples para os personagens e nem tão clara para os leitores. Se algo de estranho aparece e o leitor está processando ou desconfiando – como, por exemplo, uma mulher brilhante pequenina de asas -, os personagens já concluem o que é aquilo – enquanto você raciocina, a personagem já diz fada. Isso incomoda, pois, muitas vezes, certas coisas são deixadas para trás ou pouco explicadas, pois os personagens parecem ter um sexto sentido que dispensa muitas reflexões. Li algumas resenhas que culpavam esse fator pelos capítulos que tem seu final cortado – os capítulos terminam com uma tensão e, no seguinte, pulam para outra cena. Acho que isso alimentaria o mistério se os personagens falassem mais do ocorrido, porém, em muitos trechos a cena passada é pouco relembrada.

Com a exceção desse fator, o livro é muito bom, sem outros problemas ou defeitos expressivos. Vale a pena, realmente, conferir. Trata-se do primeiro de uma trilogia que teve seu segundo livro ( Undercurrent, tradução livre para o português: Sob Corrente) publicado no ano passado nos EUA ( porém sem previsão para chegar ao Brasil ). Quando o volume dois foi lançado, as capas foram reeditadas para um novo estilo – a capa americana da primeira edição foi mantida na versão brasileira. No Reino Unido, o segundo volume ganhou novo título – Pulse – e nova capa combinando com a da primeira edição. Confira as capas americanas novas abaixo:

Como vi que muitas pessoas estiveram comentando sobre os personagens terem esse sexto sentido, se a autora anotou o problema e decidiu melhorá-lo, Undercurrent tem tudo para ser um ótimo romance, talvez um dos melhores que irei ler este ano – o gancho que o primeiro volume deixa é perfeito. Agora é só esperar pra ver se, principalmente, a Vanessa perdeu esse faro extrasensorial.

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

2 pensamentos sobre “Resenha: Sereia

    • Perguntei pra Verus quando ele irá sair e descobri que o lançamento será ainda esse semestre \o/ Sem esperas tão longas, pelo menos rs

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s