Resenha do Leitor: A Pirâmide Vermelha

Este post é uma colaboração da Érica Martins ( @EricaMarts )

Desde que eu soube que o Rick Riordan ia fazer uma série baseada na mitologia egípcia (que eu amo), fiquei doida pra ler o livro.
Claro que fiquei pensando se não seria um Percy Jackson no Egito, mas felizmente não é.

A capa do livro é bem bonita, tem uns detalhes de hieróglifos com um brilho suave para destacar e o título do livro também tem brilho.

Hieróglifos e outros desenhos relevantes a história são mostrados no livro. Isso ilustra muito mais a história. Mas alguns desenhos tem detalhes demais e não ficaram bem em tamanho pequeno porque só com lupa mesmo pra enxergá-los.

Quanto a história do primeiro livro de A Crônicas dos Kane, eu adorei.
Logo no início tem alguma referência a Percy Jackson, que dá a entender que os universos das duas séries coexistem ao mesmo tempo:

“Então não se pode morar em Manhattan? –disparou. [Sadie]
Amós franziu a testa e olhou para o Empire State.
-Manhattan tem outros problemas. Outros deuses.É melhor mantermos tudo separado.” – Página 35.

O que me deixou surpresa foi o fato dos dois irmãos narrarem o livro. Ora o Carter narrava 2 capítulos, depois era a vez da Sadie. Não ficou confuso e foi muito bom ver os dois pontos de vista.

Contando a história de dois irmãos que foram criados separados e agora tem que se unir para salvar o pai desaparecido, Carter e Sadie enfrentam no caminho muitos perigos e acabam descobrindo que os deuses do Egito ainda vivem.

Carter é o tipo de garoto que quer fazer o que é certo, mesmo às vezes não sabendo como. Queria ter uma vida normal em vez de viajar sempre com o pai pelo mundo, e inveja a irmã que viveu essa vida “normal.

Sadie tem gênio forte e encara qualquer parada mesmo sendo mais nova. Também queria a ter a vida de viagens que o irmão levou. Sabe como é … a grama sempre parece mais verde no vizinho…

A história tem muita ação e você com certeza não vai ficar entediado entre um capítulo e outro.

Um dos personagens que mais gostei foi a Basket, a deusa egípcia dos gatos (Yes, adoro gatos), encarregada de ajudar os irmãos na aventura. E também babuíno muito esperto e fã de basquete Khufu, que rende cenas bem engraçadas.

Os livros do Rick Riordan são mais focados na aventura do que no romance, mas tem uma possível paixão literária à vista, o deus egípcio Anúbis…. Vale a pena conferir a pessoa, se é que me entendem…

Outra coisa interessante foi o fato do autor abordar o preconceito racial. Julius Kane é negro e se casou com Ruby, uma mulher branca. Dessa união nasceram Carter (negro como o pai) e Sadie (branca como a mãe). Uma vez que eles foram criados separados, Carter com o pai e Sadie com os avôs, algumas pessoas nem os relacionavam como parentes. Mas quando os irmãos ficam juntos, a coisa muda de figura. Isso é mostrado em algumas cenas e em lembranças como este quote da conversa de Carter o e pai:

“—Carter, você está crescendo. É afro-americano. As pessoas o julgarão de maneira mais dura, por isso deve se apresentar sempre impecável. [Dr. Julius Kane]
– Isso não é justo. – insisti. [Carter]
– Justiça não significa que todos recebam o que é necessário. E a única maneira de ter o que é necessário é você mesmo fazer acontecer. Entendeu?” [Dr. Julius Kane]  – Página 66.

Felizmente é um livro que não enrola muito, vários mistérios ou segredos apresentados ao longo da história são desvendados logo. O que me agradou bastante, porque se enrolar demais estraga. O autor soube na medida certa dosar a ansiedade de descobrirmos determinado fato, mesmo que já o tenhamos deduzido, e revelar esse fato aos personagens para nos fazer “descobrir” também.

Este livro é altamente recomendado pra quem gosta de histórias de aventuras, mistérios e ação. Se você já os livros da série Percy Jackson, não vai se arrepender.

Como diria a Fani de FMF, dou 5 estrelinhas!!!

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

6 pensamentos sobre “Resenha do Leitor: A Pirâmide Vermelha

  1. Adorei a resenha, ficou muito boa. To louca pra ler esse livro e acho que vai ser bom, já que o Rick escreve muito bem *-* Adorei.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

  2. Eu ainda não li nenhum livro do autor mas estou com PJ aqui pra ler, só falta arranjar tempo. Bem, quanto a essa série, li algumas resenhas que me desanimaram, dizendo que PJ é melhor, mas se eu gostar do estilo de escrita do autor eu vou dar uma conferida nesse livro também. Amo mitologia egípcia..

    Ficou muito boa a resenha, parabéns Érica!

    Beijocas,

    Thais P.
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    • sim, mas nao poderes normais, eles sao magos e invocam hieróglifos que sao feitiços, o livro vale muito a pena ler, nao de deixe levar pelas 445 páginas. vale a pena mesmo é ótimo!

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s