Resenha: Um amor para recordar

Esse foi o primeiro livro que li do tão aclamado escritor americano Nicholas Sparks. Conhecido por seus romances de fazer os corações suspirarem, Sparks já escreveu vários livros de romance, dos quais muitos viraram best sellers e tiveram adaptações para o cinema. Confesso que tinha um preconceito quanto a seus livros, que pareciam muito perfeitos pelo que todos falavam. Ficava sempre com o pé a trás quando via um livro dele, mesmo ouvindo todo mundo falar bem de suas histórias. Mas, há sempre aquelas coisas que a gente fala sem ter muita noção e, quando analisa o que realmente falamos, mordemos a língua. Um amor para recordar não é só um livro de romance com uma história comovente, tal como é o filme. O autor busca descrever a história da melhor maneira possível, nos prendendo ao que se passa pela vivacidade das cenas e de seus personagens. Uma narrativa realmente interessante, que cativa o leitor pela maneira que se projeta à medida que lemos. E a história não perde para o texto, que extremamente emocionante e memorável. Junto com Landon Carter, voltamos aos anos 50 para descobrir que o amor nasce nas situações menos esperados, no meio dos casais menos previsíveis, mas que mesmo assim, pode ser lembrado e preservado por muitos e muitos anos.

Landon Carter já é um senhor e, nos diz que irá nos contar uma história com qual iremos rir, depois chorar, mas nada nos esconderá. E a partir daí, voltamos no tempo, quando ele tinha 17 anos de idade. Landon era o adolescente encrenqueiro da época, que influenciado por seus amigos, adorava comentar maldades a respeito de outros, comer amendoins no cemitério à noite e não levar nenhuma responsabilidade escolar a sério. Nada tão grave para alguém de agora, mas naquele tempo, estas eram atitudes ousadas. Sua vida é confortável por causa de seu pai, que é rico, apesar de bem ausente, deixando-o sempre sozinho com sua mãe. Mas, mesmo este aparecendo só às vezes, exigi-lhe algumas coisas, tal como entrar para uma faculdade que um filho de político entraria. E, para isso – já que não cumpri com muitas obrigações da escola – ele acaba tendo que fazer uma atividade extra ( e mais algumas coisas ), encontrando o teatro como a solução. E, é dentro desse grupo, que no final do ano apresentará uma peça, que as coisas começarão a mudar para Landon.

A membra mais animada do grupo de teatro é Jamie, a filha do reverendo. Solitária e bondosa, ela carrega sempre uma Bíblia, usa saias xadrez com blusões diariamente e pratica muitas boas ações, como cuidar de órfãos ou de qualquer outra pessoa que precise de ajuda. Ainda tentando conquistar uma vaga na universidade que seu pai deseja, Landon deve ir ao baile e, sem nenhuma menina disponível, ele só tem uma opção: Jamie.

Os dois aproximam-se com o passar do tempo, sendo esse processo bem lento. E isso não é nem um pouco ruim, pois vemos como o romance entre os personagens é construído, indo bem aos pouquinhos. Nada daqueles romances relâmpago nos quais você nem sabe de onde veio.  No livro, o autor nos explica como os sentimentos se alteram e o que os fez mudar.

Mas Jamie esconde um segredo de Landon, fazendo o garoto perceber que a partir do momento que ficaram juntos, nada será como antes, nunca mais.

Quem assistiu ao filme e curtiu, deve gostar muito do livro, que é mais detalhado, além de explorar mais o romance entre os jovens. Espero ler mais livros de Sparks daqui para frente, visto que superei meu preconceito. Um amor para recordar é romântico na medida certa, sem muito chamego, pois o relacionamento amoroso em si começa mesmo depois da metade do livro. É uma história extremamente comovente para se ler mais de uma vez – e refletir bastante mesmo depois de ter lido a última página.

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

3 pensamentos sobre “Resenha: Um amor para recordar

  1. Eu até gosto do livro, mas não sei se por ter visto o filme primeiro, ele consegue me comover muito mais, pelas cenas serem profundas e emocionantes. Já o livro, não conseguiu me entreter tanto, talvez por saber o que iria acontecer… Mas ainda assim, é um livro mais do que maravilhoso! Poxa, é minha história de amor favorita, como não gostar? Haha

    xx carol

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s