Entrevista com L. J. Smith

A autora da famosa série de livros Diários do Vampiro, que deu origem ao programa de TV The Vampire Diaries, concordou em fazer uma entrevista para seus leitores brasileiros. Com 18 perguntas não tão simples, L. J. Smith foi bem generosa com as respostas. Espero que satisfaça as dúvidas de todos vocês. A entrevista foi feita em Janeiro e traduzida só agora. Os * indicam uma nota extra adicionada por mim a fim de melhor entendimento. Confira abaixo um papo sobre a carreira da escritora, os melhores personagens, Diários do Vampiro, como se tornar um escritor e muito mais…

1) Quando você começou a escrever ?

Eu comecei a “escrever” ou ao menos a contar histórias e poemas para minha mãe antes de eu ter aprendido a ler. Eu sempre contei histórias para qualquer um que as ouvisse, e se não houvesse ninguém por perto, então eu tinha de inventar histórias na minha cabeça. Nunca houve um tempo que nunca fui uma escritora. Eu sempre soube que tudo que eu queria fazer era inventar histórias; sempre, sempre. Ter outras pessoas para ouvi-las e até mesmo comentá-las era sempre uma extrema alegria. Eu tive sorte de crescer num bloco com, literalmente, uma dúzia de garotas na minha pequena rua ( Transite Drive em Anaheim, Califórnia ) e, elas todas sempre ficavam felizes em brincar de “faz de conta” com minhas várias histórias, vestindo luxuosos vestidos floridos de menina enviados por uma querida tia que dirigia uma loja de noivas. Eu me mudei dessa maravilhosa vizinhança para uma “mais legal” na quinta série, mas nunca achei novamente uma rica fonte de companheiras para brincadeiras. Ainda assim, eu fiz todos meus amigos ouvirem minhas histórias que eu continuava a escrever, e persuadia-os a me ajudarem a escrever e a ilustrá-las. Então, mais uma vez, eu comecei a ser uma escritora antes mesmo de compreender o que era ser uma escritora. Eu trabalhava como professora particular enquanto estava escrevendo meu segundo livro, Heart of Valor ( tradução literal para o português, Coração de Valor ), e embora eu gostasse do meu emprego e, tivesse sido nomeada Professora do Ano, eu deixei o trabalho muito, muito, muito rápido quando ganhei um pedido requisitando que eu escrevesse ” uma trilogia sobre vampiros”.

2) Na sua opinião, o que uma pessoa comum deve ter para se tornar um escritor ? – não necessariamente vivendo de livros, mas um escritor publicado.

Essa é uma pergunta muito difícil de responder. Eu gostaria de acreditar que qualquer um pode se tornar um escritor se tentar cumprir a tarefa de coração. Mas, há alguns princípios básicos essenciais que eu sei só de trabalhar com pessoas que querem se tornar escritores.

Primeiro: A não ser que você seja um poliglota impecável, só escreva em sua língua nativa. Meu próprio Ilustrador de Galeria, Jan Sovak, ganhou um prêmio por primeiro melhor romance escrito em eslovaco ( * ou checo, ambos nomes para a língua nativa da Checoslováquia ), mas não teve sorte alguma por anos em vender uma série de fantasia escrita em sua segunda língua, inglês, embora a série tenha algumas ideias maravilhosas.

Segundo: Você deve aprender gramática e ortografia. Nenhum agente ou editor irá olhar livros ou sinopses que demonstrem exemplos ruins de ambos.

Terceiro: Eu descobrir que pessoas que querem escrever desde pequenas – ao menos desde o ensino médio – tendem a serem mais competentes e produtivas que outras cujas ambições vem quando eles estão fora da escola.

Quarto: É bom trabalhar em histórias e poemas ou até mesmo cartas e diários antes de começar o Grande Romance Brasileiro. E enquanto você está fazendo isso, leia alguns livros sobre como conseguir um agente literário e como publicar um livro.

Quinto: É muito bom ter um autor experiente ou um agente para dar uma olhada no seu trabalho de vez em quando e te dar algumas dicas. Ouça-os. Você não sabe tanto quanto eles sabem, se não você estaria fazendo o que eles fazem.

3) Se você não fosse uma escritora, que profissão você escolheria ?

Física Quântica. Sem brincadeira. Embora eu seja uma escritora, eu devoro livros sobre ciência e física quântica, em particular. Eu sou adepta a Teoria das Cordas, a ideia de que “todas as partículas e forças fundamentais da natureza” podem ser explicadas sendo “modeladas por vibrações de pequenas super simétricas cordas”. Ao menos é como o Wikipédia explica a teoria e o mais perto que eu posso chegar em uma frase. De coração, eu alcancei tudo, menos escrever como uma cientista.

4) Como você consegue inspiração para seus livros ? Quer dizer, a história vem naturalmente ou você sonha, observa ou pensa com/em algo que é suficiente para você começar a planejar um novo romance ?

Eu, honestamente, não sei. Eu simplesmente tenho várias ideias brilhantes sozinha ( algumas vezes ouvindo músicas – “Alice”, de Avril Lavigne é uma das minhas favoritas agora para tocar enquanto escrevo ) ou com qualquer um que eu posso forçar a falar comigo sobre meus novos projetos. Eu uso todas as ideias e “livros” que eu escrevi como um ensino fundamental para formar alunos…e isso é um monte de trabalho não publicado, com rascunhos e capítulos, algumas vezes alcançando o tamanho de romances nos meus diários, antigos blocos de anotações e arquivos de computador velhos. Isso é a razão de eu quase ter desmaiado quando meu último computador quase morreu – eu tinha copiado pacientemente nele o conteúdo completo de cinco computadores antigos, os quais incluíam muito material. Felizmente, um talentoso guru de computador não só recuperou meus arquivos, mas como eu pude hospedar meus CD-ROM’s antigos, para eu realmente pudesse acessá-los. Para voltar ao ponto, eu uso tudo que vejo, ouço, ou penso como sendo dispensável para futuras histórias.

5) Você tem algum livro favorito entre os que você escreveu ? Caso sim, qual seria esse ?

Meu livro favorito é sempre o que eu estou trabalhando no momento. Estou muito estável. Eu devo dizer Diários do Vampiro: O Retorno: Almas Sombrias, porque eu realmente me divirto lendo os arquivos desse livro ( Nunca li nenhuma cópia impressa de um dos meus livros ) Mas além desse, há o livro que estou escrevendo. Agora, estou trabalhando o mais rápido que posso o épico da série Mundo de Sombras, Strange Fate ( tradução literal para o português, Estranho Destino ), que é o meu favorito.( Se a série Night World ainda não saiu no Brasil, os leitores podem sempre pedir aos editores de Diários do Vampiro por email que a publiquem. Acredite em mim, eles ouvem. Eles ouvem ainda mais para cartas escritas. Mas é um tanto possível que eles já tenham comprado os livros – eu assino contratos os tempo todo – e os mesmos não lançaram ainda. Ainda assim, escrever para eles não machuca. )

6) Todo autor tem um tipo ou formato de texto. Suas histórias carregam essas características. Infelizmente, aqui no Brasil, dos seus livros, nós temos somente a série Diários do Vampiro. Que livro você acha que descreve seu “traço” ? Se é algum da série Diários do Vampiro, conte-nos outro livro que você acha que os seus fãs brasileiros iriam gostar.

Bem, eu acho que já respondi isso com Shadow Souls ( Almas Sombrias ). É, na verdade, um livro muito bom, também no sentido de demonstrar meu estilo e suas peculiaridades. Eu uso travessões – e elipses … bem mais que muitos outros autores. Por que ? É muito mais o jeito como as pessoas realmente pensam e falam do que frases formais e perfeitas que saem das canetas de até outros melhores escritores. Eu tento descrever o que está acontecendo vivamente o suficiente para que o leitor possa sempre imaginar o que está exatamente acontecendo, o que significa que a maioria dos meus livros se estendem somente por alguns dias ou semanas, quando muito. Eu gosto de exceder os limites o quanto mais longe eu puder, então, por alguns instantes, em Almas Sombrias, eu tive de mudar as correntes de pescoço das “meninas escravas” que o Damon leva para a Dimensão Sombria ( Elena, Bonnie e Meredith ) para “braceletes escravos”. Meus editores estavam um tanto nervoso sobre toda a atividade escrava e proibiu o uso da palavra “concubina” ( * mulher usada somente para sexo e de classe inferior a esposa do homem para o qual trabalha ), substituindo-a por ” assistentes pessoais”, o que me fez rir histericamente. ROTFLOL ( * rolling on the floor laughing out loud – tradução literal para o português: rolando no chão e rindo em voz alta )

7) Qual seu livro favorito ? E autor ?

Night Watch, de Terry Pratchett. Eu leio esse livro toda vez em alguns meses para me mostrar o que a boa escrita pode alcançar. Meu segundo livro favorito: Monstrous Regiment, de Terry Pratchett. Lendo e relendo esses livros uma vez após a outra me fez passar pela terrível doença da minha mãe ( Câncer no Pulmão: Se algum de meus leitores fuma, pare este instante ou eu vou aparecer por aí e parar você ) e eventual morte. Eu nunca esquecerei isso.

8 ) Qual a sensação de ter seu livro publicado em outros países ? Qual foi o primeiro país e livro que isso aconteceu primeiro ?

Aconteceu com meus dois primeiros livros, Night of the Solstice ( tradução literal para o português, Noite do Solistício ) e Heart of Valor, bem, bem depois de serem lançados. Eles foram vendidos para a Inglaterra e para outros poucos lugares, mas as capas eram tão hediondas quanto a do Estados Unidos e embora tenham ganhado boas resenhas, eles foram escritos como YA ( * Young Adults books ), mas publicados como livros para o ensino médio. Isso significa que eles não venderam bem e eu não os via nas livrarias, mesmo nos EUA.

Então, a sensação não foi como fogos de artifícios sendo lançados. Mas o que seria como isso, é receber e-mails de todo o mundo e saber que pessoas de 123 países visitam meu site na internet. E, claro, estou inundada com contratos de países pelo mundo todo para Diários do Vampiro e meus outros trabalho. Isso é muito legal.

9) Há, entre todos os seus livros, um personagem que mais gosta ou se identifica ?

Se não soa muito vaidoso, eu me identifico com Elena Gilbert. A nova Elena, aquela que aprendeu algumas lições. Eu levava o ensino médio muito mais seriamente que Elena ( embora eu tenha sido um pouco de Meredith que não estudava muito, o que já era suficiente para tirar A ) e eu tinha todas as frustrações de uma garota com o cabelo loiro e longo – mas com olhos verdes- quem pensava que sabia muito mais sobre garotos do que ela realmente sabia para sua idade. Eu era incomodada pelos pontos que eu tinha realmente medo – estritamente fugindo de homens estranhos que queriam me colocar em carros ou entrar em meus quartos de hotel nas férias. Isso não era porque eu estava vestida ou agindo provocativamente na frente de todos. Na verdade, eu me diferencio da Elena por ser quieta e tímida com estranhos, mas eu aprendi a ser muito cuidadosa.

Eu acho que eu simpatizo com ela porque eu posso sempre sentar e escrever sobre ela. Ela se estampou em meu coração e não preciso dar uma olhada num livro como referência para saber como ela se sente com qualquer coisa. Como para aqueles a sua volta na cidade que não são seus amigos, devem haver algumas descontinuações, mas Elena eu posso escrever no escuro com nada mais que um pedaço de bala sem açúcar e um broche seguro ( E não, eu não planejo escrever em sangue ).

10) Em Março, Galera Record, a editora brasileira que publica seus livros, irá lançar o primeiro livro da série Mundo de Sombras, Vampiro Secreto. O que você gostaria de dizer para seus leitores brasileiros que gostam de Diários do Vampiro esperarem de Mundo de Sombras ?

Oh, estou tão feliz que Mundo de Sombras irá ser publicado no Brasil ! Eu gostaria de dizer para meus leitores de Diários do Vampiro que James, o primeiro vampiro que nós conhecemos no livro, é bem do tipo de Stefan, com um pouco de James Dean dentro. Ash Redfern, quem conhecemos mais tarde no livro, é um dos meus personagens favoritos dos que já criei e, ele tem seu próprio livro na segunda parte da série, Daughters of Darkness ( tradução literal para o português, Filhas das Trevas ), onde ele conhece Mary-Lynnette- e eu ainda recebo várias correspondências implorando que eu faça uma sequência dos dois. Mas também introduzido em Daughters of Darkness é o sangue frio Quinn, que também ganho várias correspondências pedindo por mais Quinn e Rashel, que ficam juntos em The Chosen. Outro vampiro que inspirou seguidores são Thierry, o primeiro feito vampiro ( na verdade, ele e também sua alma gêmea humana, Hannah, cuja história da Cinderela ganhou muitos fãs listando-a como sua personagem feminina favorita ); Morgead, cuja tempestuosa relação com Jez fez ambos favoritos que tem uma história terminada dos dois em meu website, e Delos, vampiro e Poder Selvagem que irá ter de escolher entre a luz e a sombra para resistir ao Apocalipse de Sangue e Escuridão que está por vir. E, claro, eu salvei um dos meus melhores vampiros, Mal, para Strange Fate, o livro épico apocalíptico de Mundo de Sombras.

Se eu tiver tempo, eu gostaria também de dizer que em Mundo de Sombras há outras criaturas sobrenaturais além de vampiros, embora vampiros quase sempre aparecem nos livros. Há bruxas, almas gêmeas, lobisomens, metamorfogos e Almas Antigas ( humanos que lembram de suas encarnações anteriores, como Hannah ), e mais. Então, qualquer coisa que você esteja procurando, deve, provavelmente, ter lá.

11) Você prefere escrever histórias sobrenaturais para jovens adultos do que falar sobre realidade ? Caso sim, por que essa preferência pela ficção ?

Minhas primeiras memórias envolvem ter pessoas me contando mitos gregos de um livro infantil e uma dor, somente uma dor para eu achar a magia por mim própria. Eu procurava por ela em todo lugar e era esmagada toda a vez que não a encontrava. Eu estava certo de que a acharia durante meu sétimo ano porque sete é um número muito mágico. Quando isso passou e eu não a havia achado, eu decidi que nove era três vezes três e tão mágico quanto sete. Sem sorte. Eu fixei minhas últimas esperanças aos doze ou treze, ambos muito mágicos. Quando eles se foram sem eu achar NENHUM guarda-roupa que me levaria para Nárnia, ou um buraco pelo qual eu chegaria no País das Maravilhas ou feitiço que me transferiria para o centro da Terra, eu percebi com toda a certeza que eu iria continuar o que eu estive fazendo o tempo todo: fazendo mágica para mim mesma. Então, sim, eu gosto de escrever sobre o sobrenatural ainda que eu adoraria achar um pouco de mágica de verdade para mim.

12) Alguém, do seu grupo de amigos ou família, lê seus livros antes de os enviar para a editora ? Caso você não o faça, quem você escolheria para lê-los ?

Há algum tempo, minha mãe e minha irmã liam todos meus manuscritos antes que eu os enviasse para o editor. Hoje, 11 de Janeiro, faz quatro anos e um dia desde que minha mãe se foi. Minha irmã tem um calendário muito cheio. Mas, eu tenho vários amigos que leem os manuscritos comigo quando o tempo permite. Idealmente, eu adoraria ter um “grupo de foco” de adolescentes para ler meus manuscritos e criticá-los. Voluntários ?

Meu pai nunca leu um dos meus livros nem assistiu a um episódio da série de TV, The Vampire Diaries. Eu chamo isso de uma lástima.

13) Em Diários do Vampiro – A Fúria, Elena acorda da morte como vampira e ela pertence a Damon. Eu não entendi como isso aconteceu. Como um vampiro pertence a outro ?

Na verdade, isso é um canhão de pontos de vista de livros de vampiro para adultos – veja os livros de Anne Rice, por um momento, ou o hilário de Terry Pratchett sobre vampiros: Carpe Jugulum. Você transforma alguém em vampiro-e Damon era provavelmente tão responsável quanto Stefan em fazer de Elena uma vampira, se não até mais, visto que ele não tomou muitas precauções – e então você se torna o servo daquele vampiro. Se você tem sorte, somente por alguns anos.

Mas, isso não foi o que aconteceu no final de O Confronto e no começo de A Fúria. Elena acorda, morta e confusa. Diferente de Poppy, em Vampiro Secreto, ela não ficou imediatamente faminta e perigosa para um homem ou uma besta a sua volta, mas ela estava definitivamente muito, muito confusa. E, então, ela sentiu, antes de recuperar suas memórias de Stefan e tudo que eles compartilhavam, que ela pertencia a …quem mais do que o consumado vampiro: Damon. Isso é tudo na cabeça de Elena. Você irá notar que Damon não se vangloria por ter criado uma voluntária a princesa das trevas. Ao invés disso, ele toma conta dela- ternamente, sem forçá-la a nada- até que Elena recupere por si só seu estado de mente normal.

14) Damon é um cara legal ? Eu quero dizer, ele é realmente mau ou só finge ser ? ( por Fantasia )

Damon não é um cara puramente bom ou um cara mau, mas um personagem muito complexo. Até mesmo ele não sabe o que ele é. Provavelmente o ponto mais importante é que ele está se tornando um cara melhor do que era. Séculos atrás, ele era líder de uma gangue violenta de ladrões e criminosos na Itália e nos países próximos. Se você leu Shadow Souls, você também sabe que ele e Sage eram, juntos, ladrões durante um tempo, e não imagine que eles eram simples educados ladrões.

Mas o que vimos até agora ? Ele matou o Sr. Tanner, o professor de História- com um pouco de desculpa, Tanner havia enfiado uma faca nele. Ele certamente deseja tomar Elena de Stefan. Em sua ausência ( por um instante, no começo de Reunião Sombria ) ele nem ao menos se importa em retirar a memória de suas vítimas. Quer ele ser pego ? Quem sabe ? Eu não sei.

Um dos maiores defeitos de Damon é que ele reúne todas suas emoções- e certamente deseja ser um “menino bom” e as tranca numa grande bola de pedra que esconde de todo o mundo. Somente Elena chegou perto o suficiente dele para descobrir isso, na verdade entrou em sua mente para ver essa bola de pedra.

Eu posso lhe prometer, apesar de tudo, que em Midnight você irá ver algumas definitivas evidências de como Damon é por dentro.

15 ) Como você se sentiu sabendo que seus romances iriam ser adaptadas para a TV e agora são um grande sucesso ? Como uma adaptação, os produtores são livres para mudar algumas coisas que não ficam muito legais na televisão. Quando você vê essas mudanças na sua história, você se sente estranha ou não se importa ? ( de Iris Figueredo )

Aí vai a frase oficial, direto do meu FAQ: Eu acho que a série de TV é uma história brilhantemente escrito, belamente interpretada e com uma maravilhosa direção, cinematografia, e música. Eu não conseguiria melhorá-la ( exceto, talvez, fazer a Nina loira, colocar a Meredith de volta e outras poucas coisas ). Claro, eu ainda desejo que alguém talentoso como Kevin Williamson viesse e contasse a história do jeito que eu conto nos livros, mas isso não enfraquece minha apreciação à versão que é exibida.

Eu estou com certeza muito grata que a série é um dos grandes sucessos da CW e foi vendida para vários países. É uma propaganda decente para os livros, além de tudo.

16) Eu li sobre um rumor de que The Secret Circle poderia virar uma série de TV assim como The Vampire Diaries. O que você pode nos contar sobre isso ?

Simplesmente nada, nadica, coisa alguma ( * expressão em inglês – zip, zero, zilch ) . A última coisa que ouvi foi sobre eles estarem escrevendo um script. Eu diria que eu não estou ouvindo nenhum prenuncio ruim relacionado ao progresso do programa. Quando Kevin Williamson escolheu Vampire Diaries mais ou menos na mesma época do ao, eu ouvi sobre um script, elenco, episódio piloto, tudo numa rápida sucessão.

Então, eu não conto minhas galinhas até que a série apareça na tela da TV… e até mesmo quando isso acontecer, não contarei até ouvir sobre a audiência da série na CW.

17) O quão Bonnie é próxima das bruxas de The Secret Circle ? Irá Bonnie se tornar tão poderosa quanto elas ?

Ela provavelmente já está lá. Ela vê e interpreta auras facilmente, e eu não estou certa de que os praticantes de magia mais fracos de Secret Circle ( como Sean, Susan, e os irmãos Henderson ) podem fazer isso. Ela também vai para outra dimensão e seus poderes proféticos funcionam bem até mesmo nas Dimensões das Trevas, como demonstrado em Shadow Souls e Midnight.

Mas você pode contar com ela pedindo à Sra. Flowers por treinamento no livro após Midnight, e esse livro irá mostrar somente um pouco do que a velha Sra. Flowers pode fazer.

18) Até Anoitecer, eu não poderia dizer que Elena se sentia mais atraída por Damon. Ela ama Stefan e parece que ela irá continuar amando ele. Em breve, nós veremos Elena menos apaixonada por Stefan ou mais atraída por Damon – eu quero dizer, alguma dessas duas opções irá acontecer nos livros seguintes ?

Sim, você pode acreditar que Elena irá fazer sua escolha entre os dois. Mas Elena é ainda mais complicada que Damon. Eu não acho que ela alguma vez deixou de amar Stefan quanto ela o amava quando se juntou a ele pela primeira vez; na verdade, eu acho que seu amor por ele aumentou. Mas Elena descobriu que estar apaixonada por uma pessoa não impede necessariamente que que você se apaixone pode outra pessoa também. Homens fazem isso o tempo todo, amando a mulher e a amante igualmente. Por que as mulheres não podem ter a mesma opção.

Os leitores podem não gostar, mas a verdade é que Elena está apaixonada por Stefan e Damon…e em Midnight, quase igualmente.


Gostou da entrevista ? Tirou suas dúvidas ? Deixe seu comentário abaixo 😉

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

3 pensamentos sobre “Entrevista com L. J. Smith

  1. Aiii, olha a minha pergunta ali!! Que legaal! Adorei a entrevista!! Super legal meeesmo!
    Parabéns, Victor!! Muito sucesso pro seu blog!!! Continue assim! Está incrível!!

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s