Como se livrar de um vampiro apaixonado

Estava de olho nesse livro há algum tempo. Havia lido umas resenhas dele em alguns blogs e realmente me interessei pelo enredo. Apesar de parecer normal demais – como as outras histórias de vampiro da “moda” – Como se livrar de um vampiro apaixonado não só nos apresente uma mitologia diferente, mas como uma história com uma perspectiva bem incomum do que tenho lido por aí, misturando realeza com vampirismo e amor verdadeiro com amor por compromisso. Beth Fantaskey também desenvolve muito bem os personagens, explorando, principalmente, o lado obscuro dos vampiros, que existe e sempre existirá, não importa se estão em paz ou apaixonados. Também conhecemos Jessica, que se encaixa perfeitamente no estereótipo de adolescente americana. Ela é uma menina normal, em um colégio também normal e numa cidade mais que normal, lutando com sua realidade para aceitar seu passado e decidir qual será seu futuro. O enredo oscila em partes boas, frustrantes e outras um tanto fracas que me afastaram da leitura, mas, mesmo assim, li o livro bem rápido não deixando de gostar do mesmo. A narrativa é bem interessante, fazendo-nos mergulhar na concepção de Jessica de mundo, acompanhando-a quando a mesma entra em conflito. As partes nas quais ela não sabe o que fazer, por conta de sua paixão desenvolvida por Lucius e indeciso com seu futuro são extremamente frustrantes. O final parece interminado, mesmo com a confirmação de uma continuação. De qualquer forma, Como se livrar de um vampiro apaixonado é uma narrativa leve, simples e frustrante, perfeita para as férias que estão por vir, em tardes que chovem e ficamos presos em casa – presos ao livro, posso dizer.

Jessica Packwood tinha tudo planejado. Iria para a faculdade, namoraria seu amigo Jake – um cara bem…legal – e se esquivaria das implicações de Faith – a líder de torcida com traços de psicopata – e Frank – o gordo irritante que a chama de Pacotão. Mas, quando um romeno bem esnobe chega com uma notícia bem incomum, Jessica sente que nada vai sair conforme pensara.

Seu nome é Lucius e ele se diz ser um vampiro da realeza romena que veio casar com ela, a fim de restaurar a paz entre dois clãs de vampiros da Romênia. Novidade : Jessica, antes chamada Antanasia, foi adotada quando  pequena, pois seus pais vampiros estavam prestes a morrer, entregando-a para dois pesquisadores humanos – seus pais adotivos. Sim, claro, Jessica é um vampira. Entretanto, só irá se transformar por completo quando fizer 18 anos e um vampiro lhe morder.

Não querendo aceitar nenhuma palavra dita a respeito do que para ela parece um mito, Jessica ignora Lucius, tentando escapar de suas cantadas e técnicas educadas e cavalheirescas de sedução.

Acontece que muitas vezes não se consegue evitar o que é iminente. Aos poucos, sem conseguir explicar, Jessica sente uma atração por Lucius. Porém, justamente no momento que o rapaz toma outro rumo.Envolvido com a bela animadora de torcida, Faith, o vampiro parece aproveitar sua vida nos EUA de uma forma incrível.

Jessica deverá aceitar seu passado, reconhecer a si mesma e conquistar Lucius a fim de viver um indeciso e sombrio futuro ao lado de seus parentes vampiros. Conseguirá ela largar tudo que mais ama e preza para salvar sua nação e, principalmente, seu coração ?

Um pouco mais sobre a autora…

Beth Fantaskey morou a vida toda no interior da Pensilvânia, um lugar sempre importante em seus livros. Ela adora viajar pelo mundo, mas tem medo de avião. É jornalista e leciona na Universidade Susquehanna. O que mais gosta de fazer é escrever para os jovens e acha o máximo interagir com  eles. Como se livrar de um vampiro apaixonado é seu primeiro livro. Beth tem dois filhos pequenos.

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

2 pensamentos sobre “Como se livrar de um vampiro apaixonado

  1. Tenho bastante curiosidade em relação a este (principalmente porque o preço é tão…amigo hehe), mas não acho que agora é um bom momento para lê-lo (sou meio Picasso, estou na fase “sem romances sobrenaturais” que, tenho certeza, corresponde a fase azul do pntor espanhol – not really :P)!

    Só Buffy e Sookie me convenceriam a ler um livro ou um comic book de vampiros no momento! Maaas passada essa fase, acho que “Como se livrar de um vampiro apaixonado” deve ser uma boa leitura de praia, descompromissada, mas divertida.

    :**,
    Léka

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s