Resultado do Concurso Cultural Love Sucks

Fiquei indeciso entre duas respostas muito boas mesmo. Entretanto, havia uma que melhor respondia a pergunta : ” Como o amor, sentimento belo e puro, pode acabar em morte e sangue ?”. Deem uma olhada nas duas finalistas e, ao final do post, a ganhadora.

Mini-conto : Sombrias reflexões, de Victória Farias

Amor. Mesmo que se viva por duzentos anos, é impossível entendê-lo. E falo por experiência própria. Uma mulher de 245 anos, cuja aparência foi congelada aos dezoito. Por mais impossível que possa parecer, essa sou eu. Acompanhar as mudanças ao meu redor com a passagem do tempo não é nenhum desafio. Mudar meu jeito de me vestir, falar, aprender novos costumes, me adaptar às evoluções na tecnologia e no próprio ser humano não é nada comparado ao vazio que a morte de Rodrigo deixou em mim. Eu tinha 180 anos, mas fui burra e cega o bastante para acreditar que conseguiria resistir ao apelo do sangue dele.

Acreditei que poderia ser como os estúpidos vampiros das fantasias inocentes dos humanos. Mas hoje sei que, por mais que eu deseje o contrário, por mais que um dia talvez eu volte a desejar o contrário, essa realidade não vai mudar. A fome é intensa demais. Imagine um homem abandonado no deserto por uma semana com uma tentadora refeição à sua frente, que ele pode ver e saborear o aroma, mas não pode tocar na comida. Agora jogue um frasco de ácido no homem. Suponha que este homem não morra, apenas queime e derreta por dentro, a agonia somada à dor da tentação da comida inalcançável diante dele. Mesmo que pareça cruel, essa comparação é o mais próximo da realidade que posso chegar. Não que esteja completamente correta, já que os humanos possuem uma baixíssima tolerância à dor, mas espero ter conseguido passar uma parte do sentimento que a tortura diária provoca.

Ainda tenho alguma dificuldade em não tomar mais que o necessário, mas o medo de tirar o Rodrigo de alguém, como fiz comigo mesma, sempre fala mais alto. Mesmo que às vezes… eu talvez desse tudo para simplesmente deixar de existir. Sem fome enlouquecedora, sem a saudade que reduz minutos a opacos e incrivelmente longos segundos, sem humanos entediantes tecendo seu padrão repetitivo de atitudes e palavras, erros e acertos. Ás vezes acho que já vi o suficiente do mundo. O suficiente para não confiar meu segredo à ninguém, pelo menos. Os humanos temem o desconhecido, tentam eliminá-lo, por puro instinto de sobrevivência. Uma coisa é ler livros e ver filmes sombrios e envolventes sobre vampiros. Outra totalmente diferente seria descobrir que somos reais.

Além do mais, não é bom se apegar à uma espécie tão pouco durável. Aprendi a lição na marra. Não que eu não sinta falta de meu Rodrigo, meus parentes ou de antigos amigos, mas simplesmente me acostumei ao fato de que não tornarei a vê-los. E antes que se possa perguntar, não me sinto culpada por ter matado Rodrigo. Pelo menos não muito… Eu tentei poupá-lo. Tentei mantê-lo longe. Mas ele não me ouviu. E quando finalmente ficamos juntos, usei toda a minha força de vontade para não ceder aos meus instintos. E ele novamente não me ouviu, e forçou meu controle além do que eu podia agüentar. Estou acostumada a estar sempre no controle de tudo que faço, mesmo com relação à sede, mas a paixão tornou tudo mais intenso. Sempre me esforcei para não matar quem uso para me alimentar. E o mais irônico é que, na única vez que perdi o controle, matei quem eu mais queria proteger. O amor é vibrante e maravilhoso, o melhor sentimento que experimentei em 245 anos, e o mais perigoso  também. Perfeito e maldito ao mesmo tempo. Eu o odeio por isso.

Explicação, de Rayana Miccolis Carlos

“O amor pode terminar de várias formas, porém tenhos que levar em conta os vários tipos de amor. Para os gregos existem 5 amores, mas citarei só dois.
EROS – AMOR de Homem e Mulher (Amor Carnal)
FILOS – AMOR entre os seres humanos (Amor Fratenal)

Quando um amor termina em sangue e morte, como os amores de vampiros terminam muitas vezes, ficamos sem entender o porquê.
O Eros entre vampiros e seres humanos é forte, intenso e sem limites graças à atmosfera magnífica que os vampiros exercem aos seu redor como todo charme, mistério, encanto e toda a intensidade de sua existência.

O Filos jamais termina em sangue e morte porque, mesmo se houver um vampiro e um humano envolvidos, para esse amor o sentimento basta!

Amor Eros, vampiros e humanos são uma mistura fatal. Esse amor para os vampiros vai além do sentimento, vai até o fundo, até o fim. Para eles o EROS é representado não só pelo sentimento, mas também pelo pulsar do coração nas das veias do humano amado. E isso atiça neles o lado animalesco e incontrolável. Os pobres vampiros não fazem por mal, eles só querem sentir o amor quente e saboroso do amado dentro de si. Os nossos enigmáticos vampiros não podem resistir a um coração apaixonado batendo TÃO FORTE e não provar o sabor dele. Por isso que o amor pode terminar em sangue e morte.”

Caso tenham gostado, pretigiem as duas autoras pelos comentários 😉

Com ajuda da Luiza, da Record, escolhi uma ganhadora. Todos os 4 livros da série Diários do Vampiro + caneta e marcador vão para …

Victória Farias !

Parabéns !!!

Estarei entrando em contato com você a fim dos dados necessários para o envio do kit Diários do Vampiro 🙂

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

Um pensamento sobre “Resultado do Concurso Cultural Love Sucks

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s