Medos & Criaturas – Vampiros

Hoje em dia é difícil que você nunca tenho ouvido falar neles. Os sugadores de sangue ficaram muito populares ultimamente, ganhando novas caras, personalidades, habilidades, lares e fraquezas. Nos últimos anos, eles invadiram o mundo dos livros, namorando tímidas garotas humanas e lutando contra sua existência cruel e monstruosa. Mas, fique sabendo que vampiros nem sempre foram sedutores, bonzinhos e apaixonados – pelo menos não por algo a mais, algo menos do que sua veia. Além de feios e esquisitos, vampiros já foram demasiadamente cruéis e poderosos. Vamos voltar um pouquinho para o começo de tudo. Protejam seus pescoços e bons sustos.

Origem da Palavra

Dizem que o primeiro registro da palavra upir, vampiros em russo, surgiu por volta do ano de 1047. Já o termo vampire, em inglês, surgiu bem mais tarde, em 1734, num texto chamado Travel of Three English Gentlemen ( Viagem de Três Cavalheiros Ingleses, em tradução livre para o português ). Apesar do termo ter sido citado antes na Franca, Alemanha e no Leste Europeu, foi só com o surgimento deste na Inglaterra que se popularizou.

História

Já na Antiguidade se falava de vampiros. A diferença é que os vampiros dessa época eram só criaturas que sugavam sangue. O cadáver que volta a vida e precisa de sangue para sobreviver veio mais tarde. Dizem que o primeiro caso de vampirismo foi o de Peter Plogojowitz. Reza a lenda que, em 1728, quando Peter morreu, este voltou no dia seguinte pedindo comida a seu filho. Fez isso repetidas vezes e, quando seu filho negou ajuda, o mesmo apareceu morto pela manha. Não tardou para que os vizinhos apresentassem sinais de perda de sangue e sonhassem com Peter sugando seus pescoços. Ao verificar o caixão do morto, ele estava corado e com os olhos abertos. Não havia dúvidas. Estaca no peito e cabeça separado do corpo, problema resolvido.

O vampiro ocidental é bem diferente do encontrado em outras culturas. Temos seres equivalentes na cultura japonesa, chinesa, grega e por aí vai. Mas, o ser que parece com o humano, é, aparentemente, morto, bebe sangue humano, e teme a luz do sol é tipicamente ocidental. A fisiologia, as fraquezas e os objetivos dos outros seres comparados ao vampiro tradicional são bem diferentes. Como exemplo, temos a lâmina, a vampira grega, que tem torso de mulher e parte inferior de cobra. Ela devora e suga o sangue de crianças.

A Lenda

Muito varia, dependendo a óptica do autor, entretanto, os vampiros tem sempre alguns elementos básicos. Veja abaixo os principais deles :


Pele branca e fria
– Por conta da aparência de morto. Em muitas histórias mais antigas, o vampiro dorme no próprio caixão onde foi enterrado, saindo de lá somente quando anoitece.

A sede de sangue – Mesmo sendo “tapada” por garrafas de sangue sintético e sangue só de animais, vampiro que é vampiro não resiste a uma veiazinha.

Os autores tem alterado da lenda tradicional, principalmente a possibilidade de andarem ao sol, sua aparência ( monstruosa ou sedutora e, até mesmo a possibilidade de alternar entre as duas ) e suas fraquezas.

Atualmente, o sol tem se tornado um fator a parte, resolvido por meio de artefatos mágicos ou simplesmente desmentindo que o mesmo atrapalha os vampiros. A aparência é, na maior parte das vezes, incrivelmente sedutora, e as fraquezas, variam, entretanto, quase nunca ligadas a religião ( como crucifixo e água benta ).

Um fator que está se destacando muito é o sangue sintético. Os vampiros podem mesmo andar entre nós somente bebendo essa mistura de nutrientes – isso se existissem, claro – ? Bem, imagine você – se é vegetariano, finja que não é – que gosta de comer aquele hamburguer suculento, feito em casa. Por conta de uma revolução feita por vacas e bois – eles também podem rodar a baiana -, você é obrigado a comer hamburguer de soja. Vai aguentar ? Não vai tentar burlar a regra ou dar uma mordidinha quando ninguém olhar ? Então…com os vampiros é o mesmo, só troque a revolução bovina pela vontade de se adaptar à sociedade, a soja pelo sangue sintético e o hamburguer pelo seu pescocinho ! Bem, pode parecer que estou brincando demais, entretanto, um dos seriados que mais aborda esse tema, True Blood, mostra – ao longo de suas temporadas, mas isso fica mais evidente na terceira – que mesmo aparentando ser controlado, o vampiro não consegue, em geral, resistir à sua natureza.

Como não é possível falar de lenda vampírica sem comentar no Conde Drácula, ele é o próximo tópico. O vampiro que fez história – mesmo com comprovações de que não foi o primeiro romance europeu – dá o que falar. Como já fiz um post só sobre as várias versões do Drácula, acho que é valido deixar o link dele aqui. Confira : https://mestredasresenhas.wordpress.com/2010/08/05/idolo-vamp-1-conde-dracula/

Símbolos

Morcegos – Além do hábito noturno dos morcegos, a espécie chamada de morcegos-vampiros suga pequenas porções de sangue de mamíferos. A distinção entre esses animais e os vampiros só foi feita no século XIX.

Presas – Usadas para perfurar a pele, fazendo com que o vampiro possa beber direto da veia, as presas podem ser escondidas, retraídas, aparecendo só quando ele ataca ou se descontrola, ou estar direto no sorriso do vampiro. Se bem que uma criatura sorrindo para você com presas não é nada amigável. Corra ao ver isso.

Pescoço – Muita gente se pergunta, com tanto lugar para morder, porque logo o pescoço ? Bem, não é só porque ele não tem que se abaixar. Além do pescoço ser um alvo mais fácil e mais discreto ( um abraço pode virar uma bela duma mordida ), ele é a área onde fica a jugular, uma das veias que passa-se mais sangue. Tente comparar os canudos finos de bar e os canudos grossos de copões promocionais. Mesma coisa, só substitua por veias – calafrio.

Por que temer ?

Já se imaginou sozinho, em uma rua escura, sendo perseguido por alguém que não consegue ver ? Isso já apavorante, não ? Agora tente imaginar lábios frios se aproximando de seu pescoço e dentes afiados rasgando sua pele, sugando-lhe o sangue. Após o ataque, o medo de virar vampiro toma o  controle. Não é de dar calafrios ? Com ótima visão, audição, olfato, velocidade, capacidade de aparecer do nada e de lhe seduzir e hipnotizar, o vampiro pode brincar com sua vítima o quanto ele quiser.

Então, já sabe : cordão de alho no pescoço, estaca, crucifixo e água benta na cintura e evite sair à noite. Os vampiros que se preparem !

Livros, filmes e séries

»Livros

Diários do Vampiro – Elena, a menina de ouro de Fell’s Church, tem uma vida normal até que percebe que seu namorado, o misterioso italiano recém-chegado Stefan, age de forma muito estranho. É inevitável perceber que ele esconde algo, porém, a descoberta desse segredo pode mudar a vida de Elena para sempre. Leia as resenhas dos livros da série :

Diários do Vampiro – O Despertar

Diários do Vampiro – O Confronto

Diários do Vampiro – A Fúria

Diários do Vampiro – Reunião Sombria

Crônicas de Sookie Stackhouse – Sookie Stackhouse é uma garçonete telepata. Sua vida foi sempre confusa com várias vozes em sua cabeça. Ela encontra silêncio quando encontra o vampiro Bill, cuja mente não pode ler. Eles se apaixonam e Sookie acaba entrando para uma lista de mulheres a serem assassindas, as que se envolveram com vampiros. Esse é só um dos vários problemas que o ato de namorar um vampiro pode trazer. Leia as resenhas dos livros da série :

Morto até o anoitecer

Vampiros em Dallas

Crônicas Vampirescas – A série da mestra do gótico erótico moderno, Anne Rice, nos guia pelo passado de vários vampiros antigos e poderosos, trazendo à tona seus desejos e objetivos. Leia a resenha do primeiro livro da série :

Resenha do especial de férias

Resumo do Shvoong – Entrevista com o Vampiro

»Filmes

A Hora do Espanto – Charlie suspeita que seu vizinho pode ser vampiro, após ter visto um corpo sendo carregado para fora da casa e ele supostamente mordendo um jovem. Ninguém confia nele, e o vizinho vai garantir que as coisas continuem assim. Capturar um vampiro pode ser difícil, considerando o fato de que você deve tomar cuidado para não ser caçado. Resenha

Entrevista com o Vampiro ( filme )Resenha do especial de férias

Drácula, de Bram Stoker – Versão mais fiel do clássico de Stoker

»Séries

The Vampire Diaries – Adaptação da série de livros Diários do Vampiro para a TV – Resenha

True Blood – Adaptação da série Crônicas de Sookie Stackhouse para a TV – Resenha

Split – Uma menina meio humana meio vampira deve escolher entre seu melhor amigo e seu protetor vampiro além de salvar o mundo, impedindo a guerra entre as duas raças. – Resenha

Buffy, a caça vampiros – Buffy foi escolhida para caçar vampiros e outras criaturas das trevas. Por meio de vários episódios perigosos com seres da escuridão, a jovem deve aprender a lidar com as mais tenebrosas criaturas e continuar viva.

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

7 pensamentos sobre “Medos & Criaturas – Vampiros

  1. Adorei o MEGA post sobre vampiros! Super detalhado e bem escrito! Tenho vontade de ler as crônicas de sookie stackhouse por causa do seriado! Anne Rice é a RAINHA dos vampiros! Falemos sério! E o post é super legal pra aflorar a criatividade da galera pro concurso Love Sucks! Muito bacana!
    Beijoca

    • Obrigado 🙂
      Sim, vale a pena. Se você vê o seriado e nao tem nada contra as cenas adultas, você vai compreender e aceitar as cenas do livro – que nao perdem nada para as da série rs. É, Anne Rice é ótima. A série As Bruxas Mayfair, que também é dela – Resenha em Breve – também é muito boa. Ela mistura o gótico com o erótico de uma forma maravilhosa.
      Para falar a verdade, nem tinha pensado nisso kkk Mesmo assim, creio que irá ajudar.

      Beijos,

      Victor

  2. Sou simplesmente apaixonada por vampiros, sempre fui..

    Desde “A hora do espanto”, “Drácula de Bram Stoker”…
    Li “Os homens mais perversos da história” atraída pela história do Conde Draco.. um famoso (e real) empalador de um trilhão de anos. Sabia que uma vez ele deu uma festa para 145 pessoas e no final mandou empalar todo mundo? Dizem relatos que o cheiro era sentido de longe… nojento!!

    Amei sua pesquisa, sei que seria óbvio falar em Crepúsculo, mas tu fugiu dela, né??

    Amoooo esses vampiros… Cullen… aiaiaiai

    Menino, não para de assistir “true blood” e “vampire diaries”… primeira vez que afirmo que a obra de imagem é melhor que o livro.

    Bjão

    • Nossa, nao conhecia essa história nao. Sabia que ele era mau, mas, isso vai além rs
      Fugi mesmo rs, sempre evito falar. Eu já gostei demais de Crepúsculo, mas quando abri os olhos para outros livros, vi que nao era tudo aquilo e comecei a criticar. Entre falar mal e nao citar, prefiro fingir que nao existe rs

      Sim, sao séries muito boas. Apesar de que diferentes dos livros. Diários do Vampiros, principalmente. Crônicas de Sookie Stackhouse se parece muito com a série, mas, quando leio, sinto que o livro possui algo como um atmosfera que se diferencia muito da série.

      Beijos,

      Victor

  3. Aliás, a série Buffy era um dos programas que eu assistia escondida da minha mãe quando mais nova. hahaha. Me amarrava nela e no Angel juntos! *-*
    Deu até vontade de comprar as temporadas e rever tudo!

    • Eu também via pequeno. Morria de medo, mas mesmo assim ficava lá, vendo a Buffy. A mesma coisa com Goosebumps, mas esse eu obrigava meu avô a ver comigo kkk

  4. Oi, bacana seu trabalho, quando tiver tempo de uma olhada no meu blog, e leia meus contos vampíricos, espero que goste, poste um comentário. Para um escritor é sempre bom!
    Um abarço e boa semana(www.upiermacher.blogspot.com)

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s