Resenha: (500) dias com ela

Cartaz (500) dias com ela

Crítica – O principal do filme (500) dias com ela é que nunca podemos dizer ou prever o que virá em seguida. A cada passar de dia e a cada narração, nos surpreendemos com as atitudes de Summer e Tom e como o romance dos dois vai da máxima paixão à ruína – ou vice versa. Por meio de flashbacks, quadros duplos na tela e outros blocos originais gerados pela mente de Tom, o filme ganha um ritmo divertido, surpreendente e muito criativo. Mais que um simples romance ou uma engraçada comédia romântica, (500) dias com ela é um filme  delicado, sensível que mostra as várias e reais faces de um relacionamento, saindo da temática de almas gêmeas e amor verdadeiro. Com um final muito original e sugestivo, (500) dias com ela deixa mensagens subentendidas, as quais são lições para relacionamentos amorosos.

Resenha – Ao passo que Tom cresce acreditando que encontrará um dia a garota de seus sonhos, Summer cresce não acreditando em amor. Como a maior parte doa homens, Tom se apaixona por Summer e acha que esta é sua alma gêmea. A garota se diverte vivendo um romance casual com o rapaz. O problema é que esse romance nada passa de diversão para ela. Não tem intenção de chamá-lo de namorado ou levar o relacionamento a frente, em fim, ela não está apaixonada pro Tom – somente, como diz durante boa parte do filme, ela gosta dele. Então, temos Tom perdidamente apaixonado por Summer e está a ponto de se separar dele, somente dependendo de seu humor. Durante todo filme  você não sabe se tem mais raiva de  Tom ou de Summer, mas, simplesmente não tem como odia-los. É importante ressaltar que o romance dos dois é visto e mostrado pela visão de Tom e, a história é mais dele do que de Summer. No final, quando se espera uma conclusão triste, o diretor nos surpreende, mais uma vez, mostrando que o amor vem e vai, vindo tanto quanto desaparece.


Site oficialhttp://www.500diascomela.com.br/

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

Um pensamento sobre “Resenha: (500) dias com ela

  1. Pingback: Tá na mala #3 « Blog das Resenhas

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s