Fúria de Titãs

Pensei que estava vendo algo original, mas me decepcionei  ao descobrir que é um remake. Andei lendo sobre o remake e descobri que a nova versão não é fiel ao original, adaptando somente o conteúdo principal da versão de 1981. Ainda não compreendi bem por que utilizaram Perseu, jovem que fica bêbado e promete ao rei Polidetes trazer-lhe a cabeça do monstro, como o escolhido para matar Hades – até mesmo porque ele não é mal, já que, na lenda original, ele só é o Deus do submundo e não trama contra ninguém e, este é quem presenteia Perseu com um elmo de invisibilidade para ajudá-lo a matar a medusa – e qual o sentido do nome do filme, afinal, somente um titã aparece – aspecto que difere do original. Apesar dos problemas com o enredo – notados por alguém fisurado em mitologia greco – romana – o filme apresenta cenas de ação fantásticas e uma definição de ponta. Os atores são bem escolhidos e os monstros e demais criaturas de artefatos mágicos são inegavelmente perfeitos, o que faz o filme ser, impecável, em sua produção.

Perseu é encontrado por um pescador. Ele cresce com esta família, até que, quando vêem soldados derrubarem uma estátua de Zeus, Hades aparece e afunda seu barco, matando a todos  menos a ele. Sobrevivente do naufrágio e com todos os Deuses colocando sua sede de vingança nas mãos de Hades, Perseu deve se reunir com outros  soldados para matar Kraken – um poderosos e quase indestrutível titã dos mares – e depois disso poder matar Hades – que enfraquecerá. Ele deve decapitar a medusa e levar sua cabeça para matar o Kraken. Hades amaldiçoa Andrômeda, filha do rei que comanda o “exército” de Perseu, fazendo com que o Kraken só pare se ela fosse sacrificada, já que sua mãe disse que ela é mais bonita que Afrodite. Na mitologia, Andrômeda também é descrita pela mãe como divinamente bonita, na verdade, mais bonita do que as Nereidas, filhas do deus Nereu, amigo de Posseidon, que faz com que o último, o rei dos mares, envie um monstro marinho, Cetus, atacar a cidade e só parar quando Andrômeda for entregue. Como na mitologia, no filme, quando Andrômeda está prestes a morrer, Perseu a salva matando o Kraken com a cabeça da medusa.

Trailer

Cena do original de 1981

Anúncios

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

Um pensamento sobre “Fúria de Titãs

  1. Mais a crítica do que o público massacrou o filme devido ao pégaso “africano” e a incursão dos Djins no enredo que, por sinal, não tem nenhuma relação com a mitologia. Lembro que compararam as vestimentas dos deuses com fantasias de carnaval e, realmente creio que o Clóvis Bornay ou o Abelardo Barbosa poderiam ter feito uma ponta no filme. Os escorpiões dariam ótimos carros alegóricos e os Djins excelentes mestres-salas. Tirando isso, eu gostei muito do filme e é um ótimo entretenimento se você não ficar questionando toda hora as falhas do enredo. O primeiro também não é fiel a mitologia greco-romana e os efeitos especiais são bizarros. O Kraken está mais para um lagarto crescido e salvem-se as maquetes.

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s