Resenha: A Hora do Espanto

Crítica – O filme é um tanto antigo, por tanto, aquele preconceito inicial quanto às presas, sangue e outros efeitos típicos de um filme de vampiro foram válidas. Logo no começo, identificamos a história como aquelas típicas séries de TV americanas dos anos 70/80. Garotos descolados, meninas não  ligando muito para castidade, programas de TV e saídas para a lanchonete. O filme vai se desenvolvendo, partindo do usual para o clássico e impressionante. O modo como os fatos vem ocorrendo, o vampiro percebendo que Charlie sabe sua identidade e a teimosia do garoto de não fazer segredo. Os personagens secundários ganham bastante destaque, fazendo o filme não se focar somente no personagem principal. Cenas incríveis, como a do ataque de maldoso a Peter e a dança do vampiro e Amy com certeza foram um dos fatores que fizeram do filme um clássico e uma referência espetacular do gênero. As partes que envolvem mordidas, sangramentos e transformações foram até bem feitas, tirando, junto com todos os outros aspectos citados acima, meu preconceito. O filme é muito legal, gostei muito. Recomendo-o para todos que gostam de vampiros, anos 70/80 e um pouco de suspense.

Resenha – Charlie gosta muito de um programa de TV chamado “A Hora do Espanto”. Nele, o ator Peter interpreta um caçador de vampiros e outras bestas. Um dia, ele vê pela janela de seu quarto o seu novo vizinho mordendo uma mulher. No dia seguinte, esta é reportada como morta. Outros crimes estão acontecendo na cidade e, Charlie conclui que seu vizinho é um vampiro e está causando toda aquela confusão.

Após passar por um interrogatório da polícia por conta da queixa de Charlie, o vampiro começa a perseguir o rapaz, obrigando-o a manter aquilo em segredo. Amy, namorada de Charlie e Maldoso, amigo do mesmo, se juntam para fazer o rapaz parar com aquela paranóia. Contratam Peter, o caca vampiros e, o pedem para fingir que está provando que  o vizinho não é uma criatura das trevas.  Para isso, entrega-lhe água benta, na verdade é água comum, fazendo-o beber. Como nada ocorre, conclui que ele não é vampiro. Apesar disso, Charlie ainda não se convence.

Ao sair da casa, Peter não vê Jerry, o vampiro, em um espelho de bolso. Isso o assusta e ele foge. Percebendo isso, Jerry persegue Maldoso e o transforma. Com o novo vampiro ao seu lado, segurando o caca-vampiros, ele pode perseguir Amy e Charlie. Ele acredita que a jovem e a reencarnação de seu antigo amor.

Sua namorada foi tomada, seu amigo foi transformado em vampiro e eles tem uma noite para concertar isso. Junto com Peter, Charlie vai viver a verdadeira hora do espanto.

Curiosidades

. O filme vai ser refilmado. O remake está planejado para estreia em 2011

. Devido ao grande sucesso, fizeram uma continuação, entretanto, essa não ganhou destaque ou sucesso quanto o outro, sendo até reprovada pelos fãs do primeiro filme.

Vídeos



About these ads

Sobre Victor

Gosto de cheiro de livros novos e de biblioteca com livros velhos, de livros ( dessa vez das letras mesmo ), de chocolate, de escrever, de ficar no computador, de dias frios com céu bonito, de ir ao cinema, passear no shopping com os amigos e de viajar. Ensino inglês e um dia ainda quero publicar alguma coisa. Bolsa Amarela, Harry Potter e a pedra filosofal , Entrevista com o vampiro e Crônicas de uma namorada são meus livros favoritos. Perdi a conta de quantas vezes vi "A Múmia". Quanto às séries que gosto, sempre mudo. Elas têm suas temporadas e eu tenho as minhas.

Um pensamento sobre “Resenha: A Hora do Espanto

  1. Este filme era muito assustador para a sessão da tarde, mas, agora é um clássico como o segundo. O Charlie é muito parecido com o Billy do Gremlins e eu pensava que os dois eram um só. São atores diferentes, mas no meu ponto de vista os filmes tem muito em comum. Os dois possuem uma sequência no mesmo nível de qualidade, além da sátira escrachada do conservadorismo americano disfarçado. Sangue e humor negro muito bem vindos.

Escreva seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s